• Defesa Civil registra 72 ocorrências após chuvas intensas na região.



    A Defesa Civil de São Pedro da Aldeia trabalhou 42 horas ininterruptas para atender as ocorrências registradas no município durante as fortes chuvas que atingiram toda a Região dos Lagos nos últimos dias. Até o início da noite de domingo (19), foram registradas 72 ocorrências, 17 residências interditadas, 35 pessoas desalojadas, 04 pontos de deslizamento, 04 desabamentos e nenhuma vítima.

    O diretor da Defesa Civil, Marcus Dothavio, fez um balanço do trabalho realizado. “O Plano Emergencial do município funcionou muito bem, através do apoio de todas as Secretarias envolvidas e da Cruz Vermelha. Nós solicitamos ao Prefeito Cláudio Chumbinho a formação do Gabinete de Crise para ter o apoio de toda a estrutura municipal. No primeiro momento das chuvas intensas, a Defesa Civil priorizou a retirada das pessoas de áreas de riscos e de quem estava ilhado nos bairros”, destacou.

    A precipitação pluviométrica atingiu 158 milímetros entre a madrugada de sexta-feira (17) até a manhã de domingo (19). A previsão para três meses era de 60mm. Os bairros mais atingidos foram Alecrim, Balneário São Pedro, Balneário II, Campo Redondo, Colina, Flexeira, Fluminense, Jardim Primavera, Parque Estoril, Ponta do Ambrósio, Porto do Carro, Praia Linda e Rua do Fogo, além do Camerum.

    As 35 pessoas desalojadas estão abrigadas em casas de parentes; 29 pessoas, moradoras do bairro Ponta do Ambrósio, estiveram nesta segunda-feira (20) na sede da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos para orientações sobre necessidades e direitos. Foram registrados 04 pontos de deslizamento, nos bairros Vinhateiro, Parque Estoril, Ponta do Ambrósio e no Camerum, e 04 desabamentos, sendo três residências, uma ainda em construção, nos bairros Campo Redondo, Vinhateiro e Praia Linda, e o destelhamento de uma quadra poliesportiva também no Campo Redondo. Não houve registro de vítimas.

    O diretor Marcus Dothavio chamou atenção para a quantidade de lixo encontrado nas encostas, um fator que contribui para o escorregamento e deslizamento de solo. É importante que a população também faça a sua parte e fique atenta aos dias de passagem do caminhão de coleta.

    Nesta segunda-feira (20), a Defesa Civil elabora o relatório das ruas e bairros mais atingidos pelas chuvas para encaminhar às Secretarias Municipais, visando a execução de obras de manutenção e recuperação. Os profissionais da Divisão aldeense, com o apoio do Portal da Defesa Civil, também estão preenchendo o Formulário de Informações do Desastre (FIDE) para buscar recursos a nível estadual e federal para obras de recuperação.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Degs Game

    Degs Game

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook