• "Não vou votar contra o povo." Deputado Mauro Bernardo vota contra congelamento de salário proposto pelo Estado.



    Esta semana começou com uma votação polêmica proposta pelo Governador do Estado Wilson Witzel, o congelamento por pelo menos 2 anos do salário mínimo do Estado, que hoje está 20% acima do salário mínimo do Governo Federal 

    Além dos 2 anos sem qualquer tipo de reajuste, o governador justificou no texto da proposta que, de acordo com o governo, o piso salarial do Estado “desempenha papel preponderante” na baixa geração de empregos.

    O Deputado Estadual Mauro Bernardo, que tem se mostrado um bom representante do povo na ALERJ é contra essa proposta. De quebra fez uma emenda propondo aumento do salário .
    "Na sessão plenária de hoje me posicionei contra o congelamento dos pisos salariais dos trabalhadores do Estado do Rio de Janeiro e apresentei uma emenda para que o governador corrija o piso salarial aplicando o índice no valor de 6.95% conforme os sindicatos e entidades representantes das classes profissionais me solicitaram. Quem me conhece sabe que eu não voto contra o povo trabalhador, não podemos debitar no pobre os anos de corrupção dessa quadrilha que se encontra presa e que foi responsável pela falência do Estado". Declarou Deputado Mauro Bernardo que continua trabalhando contra o uso de policiais militares em benefício de empresários proprietários de Depósito Público. Além disso o seu gabinete denunciou a falta de documentação e liberação de autorização por parte do Corpo de Bombeiros para o mesmo depósito. 

    4 comentários:

    1. Ta aí um voto, que pela primeira vez não desperdicei na minha vida como eleitora, foi neste homem, que não teme brigar por nós. Continue assim deputado!

      ResponderExcluir
    2. SE A GENTE TIVESSE MAIS UNS DEZ DESSE DEPUTADO. ATÉ ESSE CARTEL DA SALINEIRA ACABARIA.

      ResponderExcluir

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook