• Vereadora chama responsabilidade, propõe "cortar na carne" quando não trabalharem, mas governistas não quiseram perder dinheiro.

    Vereadora apresenta o PL mas vereadores governistas não partilharam das mesmas intenções . 



    Em tempos em que a vida está cada vez mais difícil, onde o país ultrapassa números alarmantes de desempregados, ainda somos surpreendidos com propostas que, no mínimo, poderia ser chamada de coerente, mas infelizmente existem aqueles que não querem nem saber. Ainda vivem com a máxima do "farinha pouca, meu pirão primeiro". A vereadora do município de Armação dos Búzios, Gladys Nunes, que vem se destacando apresentando requerimentos e propondo soluções que visam ajudar a população daquela cidade, mostrou mais uma vez que tem coerência até mesmo se tiver que atingir a si mesma. A vereadora tentou conseguir assinaturas para colocar na pauta da sessão uma proposta de corte de pagamentos dos vereadores. "Entendo que o país passa por dificuldades, mas entendo que podemos dar a nossa contribuição e nos colocar do lado do morador desta cidade. Como você imagina que ele fica quando descobre que um vereador recebe mesmo quando não está executando sua tarefa aqui na câmara? Temos duas férias por ano e durante o recesso a câmara efetua o pagamento dos vencimentos de forma integral. Conta isso pro seu José, pro seu João, que trabalha em dias de sol e chuva pra ganhar o seu pão, sem interrupção, sem recesso." Destacou Gladys, mas os vereadores da base do governo, que apoiam a Administração André Granado, não deram atenção e apenas o Vereador Cacalho, que é o presidente da Câmara, assinou. Infelizmente não entrou na pauta. A vereadora entende que é direito do vereador, mas a proposta era de moralização, diante de uma realidade de crise. 


    Na justificativa do projeto de lei, a vereadora exclamou dizendo que não vai acontecer mudança nenhuma para a cidade se não mudar de forma real. Lembrou dos péssimos serviços públicos oferecidos a população enquanto a classe política local obtém privilégios, salários altos e condições, infinitamente, melhores que a grande maioria da população.

    Através do Whatsapp perguntamos a opinião de algumas pessoas com relação a atitude da vereadora de propor "cortar na carne":

    "Ela tem coragem. Não é todo dia que vemos um político propondo diminuir o salário." - Lúcia Helena - moradora da Rasa.

    "Você acha que essa turma que está aí vai querer perder esse pedacinho? Eles deveriam seguir o exemplo dela." Leandro Muniz - morador de Geribá.

    "Não tem jeito. Mas quando chegar a época de eleição eles aparecem com um monte de conversa. Chega !!" - José Antônio - pescador, morador de Manguinhos.

    Dentro dos comentários os entrevistados destacaram o comportamento de um vereador que tem histórico de destempero e agora tem agredido a vereadora, inclusive com ofensas para defender o governo municipal . Nesta sessão em destaque não foi diferente. Ele ficou nervoso ao citar o projeto de lei que propõe cortes financeiros aos vereadores.

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook