• 3º Encontro Azul promove debates sobre autismo em São Pedro da Aldeia.


    A Prefeitura de São Pedro da Aldeia realizou, na quinta (25/04) e nesta sexta-feira (26/04), o 3º Encontro Azul de Conscientização do Autismo. A iniciativa, que marcou o “Abril Azul”, contou com a participação de profissionais da saúde, educação e assistência social, além de pais e cuidadores de pessoas autistas. O evento abordou a temática "Valorize as Capacidades e Respeite os Limites".




    O encontro foi aberto pelo prefeito Fábio do Pastel, que destacou o compromisso da gestão com as pessoas que precisam de atenção especial. “Já iniciamos em nossa cidade a construção da nova sede do EMESPP, compramos dois veículos adaptados para o transporte das nossas crianças, inauguramos a sala de sedação no Centro de Especialidades Odontológicas, que oferece tratamento odontológico com sedação a pacientes com necessidades especiais. 



    Temos muito ainda a fazer, mas nos empenhamos em dar o melhor à população. Nossa intenção é garantir qualidade de vida para todos e dar a oportunidade para que nossos profissionais se capacitem para melhor atender ao munícipe”, afirmou.



    A secretária de Saúde, Maria Márcia Sampaio Fontes, também falou da satisfação de participar da ação. “É muito importante a participação de cada um dos inscritos. O NEPS tem se esforçado para manter a qualidade dos palestrantes, partilhando de novos conhecimentos. Hoje temos o acolhimento aos autistas no CAPSi, no Centro Municipal de Reabilitação, no nosso consultório no CEO, que conta com a possibilidade de sedação e, claro, a importante colaboração do colégio EMESPP. Nosso evento tem como principal premissa tirar da invisibilidade as pessoas dentro do Transtorno do Espectro Autista, através de conhecimento e debate entre profissionais qualificados. Nosso desejo é que este encontro agregue valor e dê condições de melhor atendimento aos nossos cidadãos”, declarou.



    O evento contou com a participação de membros da Orquestra Sons da Aldeia, com destaque à aluna Sara Gomes da Cunha Pereira, que é autista e fez uma apresentação de violino. Em seguida, os participantes acompanharam a palestra da mãe atípica Ana Paula, que falou sobre a importância do atendimento multidisciplinar à pessoa com autismo e como a família é agente primordial nos processos de acompanhamento de cada indivíduo.


    O psiquiatra dr. Caio Abujadi, especialista na área clínica, falou sobre a ampliação da visão para o cuidado do autista, fazendo um parâmetro das novas descobertas científicas sobre o TEA e quais as melhores alternativas de tratamento e acompanhamento do paciente, bem como da família.


    Já a coordenadora do Núcleo de Estudos e Pesquisa em Autismo da UFF e vice-presidente da Associação Azul, Diana Negrão Cavalcanti, discursou sobre a transdisciplinaridade entre saúde e educação como ferramenta para melhor entender o indivíduo diagnosticado com TEA e o melhor tratar e educar.


    A programação da sexta-feira (26/04) contou com palestra da assessora especial de Gestão em Saúde Mental, Rosemary Calazans, que apresentou a rede de apoio da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS), esclarecendo os papéis de cada dispositivo no acolhimento aos usuários autistas e seus familiares. Enquanto a coordenadora do Centro Municipal de Reabilitação, Fernanda Suzarte, tomou a palavra para esclarecer o funcionamento da Rede de Atenção à Pessoa com Deficiência, composta por equipe multiprofissional, que visa garantir um acompanhamento adequado aos cidadãos, dentro de suas especificidades.


    Com a temática "visão sobre o cuidado a partir de um olhar familiar", com mãe atípica Fernanda Bogoni palestrou sobre sua experiência materna para partilhar boas práticas no trato diário das famílias com os indivíduos com TEA, além de falar de alternativas como a aromaterapia.


    O encontro foi fechado com um bloco temático sobre a importância do atendimento multiprofissional ao autista, com mediação da pesquisadora Thalisia dos Santos e a participação da enfermeira especialista em saúde mental, Suelen Torres, a educadora física, pessoa atípica e professora do EMESPP, Mirian Ramos Valente, a nutricionista Paula dos Santos Roumillac Groult da Silva e a psicóloga graduada pela UFF, Maria Carolina Petali Fixel. O painel destacou experiências vivenciadas no acolhimento, novas perspectivas de abordagem e tratamento, além da necessidade de capacitação contínua dos profissionais.


    Para encerrar o “Abril Azul”, a Prefeitura de São Pedro da Aldeia promoverá a 2ª Caminhada Azul de Conscientização do Autismo. Com o lema “Mais informação, menos preconceito”, o evento acontece neste sábado, dia 27 de abril, com concentração a partir das 8h, na Praça Agenor Santos (Praça da Matriz).

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Arraial do Cabo tá mudando pra melhor

    Arraial do Cabo tá mudando pra melhor

    Q Onda Moda Praia