• Governo do Estado reforça ações humanitárias e de desobstrução e limpeza nas áreas afetadas pelas fortes chuvas.


    O Governo do Rio de Janeiro mantém a atuação para amenizar transtornos e evitar tragédias nas cidades fluminenses atingidas pelos temporais. Em todo o estado, 594 pessoas ficaram desabrigadas e 173 desalojadas. Mais de 10 mil insumos, além de medicamentos, foram transportados, pelas secretarias de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, e de Saúde, para entrega às localidades afetadas.




    O Corpo de Bombeiros já atendeu, em todo o estado, 222 ocorrências relacionadas às chuvas, que causaram a morte de oito pessoas, e resgataram 140 com vida. Petrópolis e Teresópolis, na Região Serrana, permanecem em risco muito alto de deslizamento, segundo o Centro Estadual de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden-RJ), e, assim como as outras regiões do Estado do Rio, estão sendo permanentemente monitoradas.


    - Estamos com força máxima nos municípios mais prejudicados com as fortes chuvas e monitorando os demais para agirmos prontamente. Nossa prioridade é atuar para salvar vidas. Pedimos à população dessas cidades que continue atendendo aos alertas da Defesa Civil. Estamos chegando a todas elas com os auxílios necessários. A vida e o bem-estar dos cidadãos fluminenses são o foco do nosso trabalho – afirmou o governador Cláudio Castro, que obteve da União, garantia de ajuda, se necessário, inclusive do Exército.



    Neste domingo (24/03), máquinas do estado prosseguem auxiliando os municípios no trabalho de limpeza e escoamento de água. Equipamentos da Secretaria do Ambiente e INEA estão sendo usados em Petrópolis, Teresópolis, Nilópolis, Guapimirim, Bom Jesus de Itabapoana, Itaperuna, Campos dos Goytacazes, Belford Roxo e Duque de Caxias. Ao todo, 527 máquinas da pasta e do órgão foram disponibilizadas para municípios em todo estado.


    Equipes do DER trabalham para liberar a rodovia RJ-230, que foi interditada ao trânsito, na altura de Bom Jesus de Itabapoana. Houve quedas de barreira e há trechos alagados.

    Petrópolis, município mais impactado pelas chuvas, com registro de 366mm em 72 horas, tem 26 equipamentos à disposição para atuação imediata, entre os quais retroescavadeiras, caminhões basculantes e um caminhão tanque – utilizados emergencialmente para auxiliar as ações.

    Teresópolis, que acumula 306mm de chuva em 72 horas, também recebeu retroescavadeiras, caminhões, entre outros equipamentos que auxiliam a limpeza da cidade desde sábado. Outras cidades do Norte/Noroeste também estão sendo atendidas.


    Escolas são ponto de apoio

    Na manhã deste domingo, no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), agentes da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, alinharam novas ações. Teresópolis e Bom Jesus de Itabapoana estão recebendo hoje o Grupo de Apoio a Desastres da Defesa Civil Nacional.

    Sete escolas da rede estadual permanecem abertas como pontos de apoio nas áreas mais atingidas pelas chuvas. No momento, 52 pessoas são assistidas pela Secretaria de Estado de Educação e órgãos parceiros, um esforço conjunto do Comitê de Chuvas do Governo do Estado.

    Todas as 1.232 unidades estaduais estão de prontidão e podem ser abertas a qualquer momento para receber desabrigados. A Seeduc está acolhendo a população que busca apoio e dando suporte aos moradores afetados pelas chuvas, fornecendo um espaço seguro como abrigo temporário e alimentação ao longo do dia.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Arraial do Cabo tá mudando pra melhor

    Arraial do Cabo tá mudando pra melhor

    Q Onda Moda Praia