• Festival Internacional de Dança de Cabo Frio começa em 7 de setembro.


    A 10ª edição do Festival Internacional de Dança de Cabo Frio começa na próxima quinta-feira (7), às 13h, na Associação Atlética Cabofriense, no Centro. Neste ano, estão previstas as apresentações de 500 coreografias, de companhias de dança do Brasil e de outros países da América Latina. Ao todo, 56 grupos vão participar da competição, que vai até o dia 10 de setembro.

    A entrada no evento requer a doação de um quilo de alimento não perecível, que será destinado ao Grupo de Apoio aos Idosos de Cabo Frio (GAI). A realização e organização do Festival Internacional de Dança é da bailarina e empresária Márcia Sampaio. O evento conta com o apoio da Prefeitura de Cabo Frio, por meio da Secretaria Municipal de Turismo, Esporte e Lazer.




    A programação na sexta-feira (8), vai começar às 9h e vai até às 20h. No sábado (9), as apresentações começam também às 9h, se estendendo até às 22h. Já no domingo (10), último dia do evento, a programação vai começar às 9h, com encerramento previsto para às 20 horas.

    Neste ano, cerca de 1.500 pessoas, entre bailarinos, professores, diretores, coreógrafos e coordenadores de escolas de dança, estarão envolvidos com o evento. Além disso, a edição de 2023 tem a participação confirmada de bailarinos de diversos estados brasileiros, como Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo, Espírito Santo, Brasília, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

    A mostra competitiva contará com modalidades, como ballet clássico, estilo livre, dança contemporânea, sapateado, danças populares, danças urbanas e jazz. As competições serão categorizadas em apresentações solo, dupla, trio e conjunto, contemplando diferentes faixas etárias: infantil, juvenil, sênior e avançado.

    Como nas edições anteriores, grandes nomes da dança estarão na banca de jurados. Para este ano, quatro profissionais já confirmaram presença, Paulo Rodrigues, bailarino do Theatro Municipal do Rio de Janeiro; Cecília Kerche, primeira bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro; Rafael Gomes, coreógrafo carioca; a bailarina e professora Flávia Burlini; o coreógrafo da Dança dos Famosos do Domingão com Hulk, Jaime Bernardes; o professor de sapateado Igor Correa; e Rodrigo Soninho, pioneiro do Hip Hop Dance no Rio de Janeiro.

    Além das competições, o festival tem um caráter educativo e de intercâmbio de conhecimento, com diversos cursos e workshops ministrados pelos jurados, contribuindo para o aprimoramento dos participantes.

    O Festival Internacional de Dança de Cabo Frio também abraça a inclusão e a diversidade, por meio do Projeto Escola, que conta com a parceria com a Prefeitura de Cabo Frio, por meio das Secretarias de Educação e Assistência Social, e da APAE. O projeto prevê a apresentação de jovens assistidos pelos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) do município e da Apae, durante o festival.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Arraial do Cabo tá mudando pra melhor

    Arraial do Cabo tá mudando pra melhor

    Q Onda Moda Praia