• Cabo Frio vai sediar o 8º Campeonato Pan-Americano de Pesca Submarina.



    Entre os dias 2 e 6 de novembro, Cabo Frio sediará o 8º Campeonato Pan-Americano de Pesca Submarina. A competição internacional vai reunir sete delegações, totalizando 27 atletas, nas categorias masculino e feminino. A abertura do campeonato será na quarta-feira (2), no Terminal dos Transatlânticos, no bairro Passagem.



    Realizado pela Confederação Brasileira de Pesca e Desportos Subaquáticos (CBPDS), em parceria com a Prefeitura de Cabo Frio, o Campeonato de Pesca Submarina conta com o apoio da Marinha do Brasil, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, INEA e Ministério da Pesca e Agricultura.



    Participarão das competições delegações dos seguintes países: Brasil, Estados Unidos da América, Peru, Argentina, Uruguai e Equador.



    Segundo o organizador geral do evento e coordenador da CBPDS, Jairton Querino Gonçalves, o campeonato tem todos os licenciamentos ambientais e um regulamento altamente restrito, podendo cada pescador capturar três peixes de cada espécie por dia. Além disso, todos os pescados serão doados para a Colônia de Pescadores Z-4 de Cabo Frio, para que sejam encaminhados para a comunidade pesqueira.



    "Isso mostra nossa preocupação com o equilíbrio ambiental e também com quem vive da pesca. Além disso, várias espécies cobiçadas da pesca submarina, como a Garoupa, estão proibidas na competição. A população cabo-friense precisa saber um pouco desse esporte e o quanto foi importante nas décadas 1960 e 70. Temos em nossa cidade o legado do Gelson Costa, o Gandola, campeão Mundial no Peru em 1975. Além dele, vários grandes caçadores representaram Cabo Frio em competições, como os irmãos Claudio e Cristina Sherman, Marcílio e Jacó Mureb, Benedicto Mendonça e Lelei", conta Jairton.



    Ele ressalta a tradição de Cabo Frio na pesca submarina.



    "Clubes foram criados para a prática da pesca submarina, como Clube do Canal, pioneiro nos campeonatos, depois Costa Azul e hoje o Clube Náutico de Cabo Frio, resgatando essa tradição e formando grandes atletas, inclusive com dois que estão dentro da seleção brasileira neste Pan-Americano", afirma.



    Jairton conta também que, com a pandemia, as competições nas Américas ficaram interrompidas durante três anos.



    MOVIMENTAÇÃO DO TURISMO



    O 8° Campeonato Pan-Americano de Pesca Submarina vai movimentar mais do que o mar. A competição reúne 100 pessoas na organização, entre diretores, staff, fiscais e barqueiros. As provas contarão com 30 embarcações, que serão alugadas diretamente com pescadores da cidade.



    Para a secretária de Turismo, Esporte e Lazer de Cabo Frio, Katyuscia Brito, a competição é muito importante para a cidade.



    "Este evento é de grande relevância não só para o turismo, como também para a economia da cidade. Teremos todas as delegações e as pessoas que estão trabalhando direta e indiretamente no evento, se hospedando e consumindo em bares e restaurantes de Cabo Frio. Na parte náutica, temos os aluguéis das embarcações para os treinos das equipes, gerando ainda uma renda extra para os proprietários dos barcos. O poder público municipal está oferecendo total apoio ao campeonato, pois consideramos de extrema importância a cidade receber eventos esportivos, fomentando a prática e a realização de eventos esportivos em nossa cidade", considera a secretária.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Arraial do Cabo tá mudando pra melhor

    Arraial do Cabo tá mudando pra melhor

    Q Onda Moda Praia