• Na Europa, 35 mil pessoas protestam, diante do aumento dos casos de Covid. "500 mil morrerão até março de 2022." - OMS


    Milhares de pessoas saíram às ruas neste domingo (21) em Bruxelas para protestar contra as medidas adotadas para impedir a nova onda de covid-19, que está atingindo vários países da Europa Central neste outono, somando-se à onda de protestos que ocorreu neste sábado em outras cidades europeias, como Viena ou Roterdã. Como ocorreu em outras partes da Europa, especialmente na Holanda —onde havia cerca de trinta detidos na noite passada— a manifestação, que contou com a presença de cerca de 35.000 pessoas, terminou com violência.

    A polícia de Bruxelas tem recorrido a canhões de água —como pode ser visto em imagens veiculadas nas redes sociais— e gás lacrimogêneo para dispersar a concentração e teriam feito isso, diz a agência de notícias AFP, depois que alguns participantes atiraram objetos contra os policiais. A tentativa de alguns manifestantes de abandonar a rota autorizada pela Câmara Municipal de Bruxelas também gerou distúrbios. A marcha começou por volta das 13h local e se dispersou antes das 18h.

    Em princípio, tinha sido convocada contra as medidas que o Governo belga adotou nas últimas semanas, mais precisamente contra o passaporte covid-19, que desde outubro passado deve ser utilizado para entrar em todos os locais públicos (restaurantes, cafés, edifícios administrativos, comércio…). Mas o protesto também contemplou a sombra da vacinação obrigatória. Foi possível ler ao menos uma placa que dizia “No mandatory vaccination” (sem vacinação obrigatória).

    A Organização Mundial da Saúde voltou a manifestar neste sábado a sua grande preocupação com o aumento dos casos do covid-19 na Europa. O diretor regional da entidade, Hans Kluge, alertou à BBC que é possível que meio milhão de pessoas morram até março de 2022 se não houver medidas urgentes, como a obrigatoriedade das máscaras, algo que continua em vigor na Espanha, por exemplo, mas já foi eliminado em muitos países vizinhos.
    Fonte : El País.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook