• Cabo Frio dá início à vacinação contra a gripe.



    Começou nesta quarta-feira (14) a 23ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, em Cabo Frio. A imunização está começando pelos profissionais de saúde da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Parque Burle, e do Hospital Otime Cardoso dos Santos, no bairro Jardim Esperança. Até sexta-feira (16) serão imunizadas as equipes do Hospital São José Operário e UPA de Tamoios.


    Para a população, a campanha será aberta a partir da próxima segunda-feira (19). A ação vai até o dia 9 de julho. A meta do município é imunizar 90% do público-alvo, formado por 83 mil pessoas. As primeiras doses da vacina contra a gripe (6.700) chegaram na cidade nesta terça-feira (13). O imunizante, enviado pela Secretaria Estadual de Saúde, veio no helicóptero do Corpo de Bombeiros, que pousou no campo do 1º de Dezembro, ao lado da UPA do Parque Burle.


    Com o início da campanha contra a gripe, a partir da próxima semana a Secretaria de Saúde de Cabo Frio vai trabalhar duas vacinas simultaneamente: Influenza e Covid-19. Para evitar aglomerações nos postos de saúde e cruzamento entre os públicos-alvo, as doses serão aplicadas em locais diferentes: a imunização contra a Influenza acontecerá em 15 unidades de saúde, que funcionarão de segunda a sexta, das 9h às 17h.


    IDOSOS COM MAIS DE 60 ANOS NÃO FAZEM PARTE DO PRIMEIRO GRUPO PRIORITÁRIO

    Por causa da vacinação contra a Covid-19, excepcionalmente este ano o Ministério da Saúde definiu que pessoas com mais de 60 anos não farão parte do primeiro grupo a ser imunizado contra a gripe. Além de evitar conflito com o calendário de vacinação contra o coronavírus, que estará acontecendo paralelamente, a medida se deve ao fato de não haver, ainda, estudos sobre prováveis efeitos da atuação dos dois imunizantes juntos.

    Por conta disso, um Informe Técnico do Ministério da Saúde orienta que, no caso dos profissionais de saúde, que fazem parte do grupo prioritário das duas vacinas, a preferência seja para administração do imunizante contra Covid-19, e só depois seja feito o agendamento contra a gripe, respeitando o intervalo mínimo de 14 dias entre as vacinas.

    O documento alerta, ainda, que a influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. É de alta transmissibilidade e os sintomas podem ser confundidos com os do coronavírus.

    “A campanha de imunização contra a gripe é muito importante. Por isso pedimos que o público-alvo que respeite o intervalo entre as vacinas contra a Covid-19 e a Influenza, e que compareçam para receber a vacina, principalmente porque no ano passado a procura para a influenza foi baixa. Precisamos nos proteger”, convocou o secretário de Saúde, Felipe Fernandes.

    IMUNIZAÇÃO CONTRA A GRIPE SERÁ FEITA EM TRÊS ETAPAS

    A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza será feita em três etapas. Os grupos prioritários para receber a dose nesta primeira fase, que vai até o dia 10 de maio, são crianças de 6 meses a 5 anos de idade, gestantes, puérperas (mães que deram à luz há menos de 45 dias), profissionais de saúde e povos indígenas.

    Na segunda fase, que começa dia 11 de maio e segue até o dia 8 de junho, será a vez dos idosos com 60 anos ou mais e professores da rede pública ou privada.

    A terceira fase acontece entre os dias 9 de junho e 9 de julho, e atenderá pessoas com comorbidades, com deficiência permanente, caminhoneiros, privadas de liberdade e adolescentes em medidas socioeducativa, além de trabalhadores de transporte coletivo rodoviário, portuários, forças armadas e de segurança e salvamento.

    Anualmente, a vacina contra a influenza é adaptada conforme os tipos de vírus que mais circularam no ano anterior. Após autorização da Organização Mundial da Saúde (OMS), o imunológico começa a ser produzido e entregue nas unidades de saúde. Este processo dura, em média, seis meses. Para este ano, a dose protege contra três tipos de vírus da gripe: A/Victoria/2570/2019 (H1N1) pdm09 e B/Washington/02/2019 (linhagem B/Victoria), que foram os predominantes nas primeiras semanas epidemiológicas de 2020, e o A/Hong Kong/2671/2019 (H3N2).

    COMO E ONDE SE VACINAR

    Para se vacinar contra a gripe, em Cabo Frio, o grupo prioritário dessa primeira fase deve apresentar a caderneta de vacinação (mãe e criança), comprovante de residência, documento de identificação com foto ou cartão do SUS. Já os profissionais de saúde também devem estar munidos da documentação que comprove o local de trabalho.

    Confira a relação dos postos de vacinação contra a Influenza em Cabo Frio que estarão funcionando a partir de segunda-feira (19):

    1º DISTRITO

    Centro de Saúde Oswaldo Cruz – R. Florisbela Roza da Pena, s/nº – Braga
    ESF Guarani – Rua Governador Valadares s/nº
    ESF Manoel Corrêa – Rua 7 s/nº
    ESF Jardim Caiçara – Rua Inglaterra nº 478
    ESF Praia do Siqueira – Travessa Amapá s/nº
    UBS Itajuru – Rua José Gomes da Silva s/nº
    ESF Peró – Rua Olivia Lopes s/nº
    ESF Tangará – Rua Castro Alves s/nº
    ESF Boca do Mato – Rua Rosalina Cardoso da Fonseca nº 200
    Casa da Criança – ao lado do Hospital Otime Cardoso dos Santos, no bairro Jardim Esperança

    2º DISTRITO

    UBS Unamar – Rodovia Amaral Peixoto s/nº
    ESF Samburá – Rodovia Amaral Peixoto Km 135
    ESF Maria Joaquina – Rua da Harmonia s/nº
    ESF Angelim – Estrada do Angelim s/nº
    ESF Araça – Estrada da Agrisa s/nº – Pacheco

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook