• Presença de cavalo na Praia do Peró, em Cabo Frio, neste final de semana, deixa ambientalistas indignados.




    O acesso de banhistas foi proibido por cada da parada emergencial, mas homens a cavalo cavalgaram sem problemas, no sábado e no domingo, na Praia do Peró, em áreas protegidas pelo Parque Estadual da Costa do Sol (PECS) e Área de Proteção Ambiental do Pau-Brasil, em Cabo Frio. A infração, que não foi reprimida por fiscais municipais e estaduais, foi motivo de protestos de moradores que não puderam ter acesso à praia até mesmo para caminhar.




    O acesso de cavalos na praia é um problema antigo enfrentado pelos frequentadores da Praia do Peró. Eles chegam à orla através das dunas, passando pela estrada de terra batida que fica em frente ao Condomínio dos Pássaros. O problema se agravou depois que Unidade de Policiamento Ambiental (UPAM Costa do Sol) deixou de policiar a região.

    No sábado e no domingo, moradores e ambientalistas pediram ajuda em vão ao Disque-Denúncia Ambiental (Linha Verde), que só atende de segunda a sexta-feira. Os guarda-parques do INEA há muito não são vistos no Peró.

    -- Parece até cavalgada. As pessoas passaram o sábado e domingo infringindo a lei, passeando de cavalo na Praia do Peró. E a mil por hora – lamentou o comerciante Mauro Serxo, que postou um vídeo mostrando a cavalgada.

    Um dos responsáveis pelo projeto de criação do Parque da Costa do Sol, o biólogo Paulo Bidegain disse que o INEA até hoje não fez as parcerias necessárias para gestão da unidade de conservação, inclusive na área de fiscalização:

    -- Falta o INEA cumprir o que está no decreto de criação do parque. As parcerias com o município, com a Polícia Militar e com entidades de turismo são fundamentais para a boa gestão do Parque da Costa do Sol. Com fiscalização eficiente, os infratores se afastam – afirmou Bidegain.

    3 comentários:

    1. Engraçado, sou filho dessa praia sempre presenciei carros luxuosos e até mesmo bugres andando sobre as dunas e até na beirada da água e nunca vi ambientalista alguns fazendo reclamação.

      Vejo isso como hipocrisia, o rico pode e quando um pobre vai andar a cavalo é o mesmo que se estivesse largando uma bomba sobre a praia.

      E falando sobre a parada emergencial as praias estavam quase todas com frequentadores e até essa hora não vi nenhum questionamento de denúncia,a não ser na praia do foguete ao qual 4 fiscais da vigilância sanitária tentou dispensar o povo sem êxito.

      A galera de fora e a nossa tambem todos os anos deixa uma imensa quantidade de lixo principalmente lixo plástico; porque que os ambientalistas e o povo que achou ruim a cavalgada do rapaz na praia não vai lá catar o lixo e fazer o descarte correto.

      Bom dia a todos.Edu foi só um desabafo pois ao meu ver tem coisas mas importante ha nos preocupar,nada contra ao seu trabalho ao qual tem meu respeito.

      ResponderExcluir
    2. Nossa eu nao fazia ideia q era proibido cavalo na praia, turista pode ne ir fz bagunca jogar lixo absorvente na agua usar droga, mas um cavalo nao pode rsrs.

      ResponderExcluir
    3. Palmas para esse cidadão que levou seu animal de estimação para passear em um dia lindo de sol e na praia vazia!!!!!

      Pelo amor de Deus pessoal... PAREM VCS DE IREM A PRAIA JOGAR SEU LIXO. E APRENDAM COM ESSE HOMEM COMO SE USUFRUI DA NATUREZA!!!!!

      ResponderExcluir

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook