• Comsercaf realiza assembleia neste sábado (27) para decidir se faz greve ou não na semana que vem.



    Na última quarta feira (24), sem qualquer sinal de esclarecimento sobre o pagamento atrasado do salário de Dezembro, repasses bancários de empréstimos consignados e de pensão alimentícia, os servidores da Comsercaf realizaram uma paralização na coleta de lixo.  Além de não ter recebido o pagamento do salário do mês de dezembro, os bancos estavam ligando todos os dias para cobrar o pagamento de empréstimos ameaçando negativar o nome do servidor, mas o empréstimo era descontado em folha. O problema era que a Comsercaf não repassava para os bancos criando este grande problema. Quem tinha pensão alimentícia sendo descontado da folha também tinha problemas, pois o repasse era feito com atraso criando uma instabilidade para o servidor que temia ser envergonhado com uma prisão na frente de colegas. Além disso as equipes de coletores reclamam da falta de EPI utilizando luvas que precisam serem lavadas todos os dias o que estraga o material e não se torna eficiente na proteção do coletor de lixo. Na tarde de quarta feira (24) o novo presidente da autarquia, Heitor Pinto, resolveu junto com o banco esse problema assumindo a responsabilidade, mas ainda sem um sinal de pagamento do salário atrasado. 



    Cansados de esperar, depois de tantas promessas não cumpridas, os servidores marcaram para amanhã (27) uma assembleia para decidir se os servidores farão greve geral até que o pagamento seja realizado. Caso seja essa a decisão, a categoria vai comunicar a autarquia na segunda feira (29), notificando sobre a paralisação na quarta ou quinta feira, dias antes da semana santa. 

    "Esperamos que a população nos entenda pois estamos com dívidas, aluguel atrasado, contas atrasadas, trabalhamos sem EPI, muitas das vezes com roupas de casa, com luvas colando, sem máscaras e devendo sem dever." Declarou um servidor . 

    Além de pagamento de salário, proprietários de caminhões relatam que estão a 55 dias sem receber um pagamento pelos serviços prestados a autarquia. "Não sabemos por quanto tempo mais vamos conseguir colocar diesel no veículo, pagar o motorista, sem receber da Comsercaf." Disse um dos proprietários de caminhão. 

    Um comentário:

    1. Os preços pagos por locação de máquinas e veículos deveriam ser revistos e estado de conservação e documentação em dia deveriam ser fiscalizados. Muitos veículos estão circulando sem PLACAS o que é indício de que não pagam as taxas devidas conforme deveriam.

      ResponderExcluir

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook