• Em Arraial do Cabo, fiscalização e apreensão de pescado na área da RESEX.


    A operação “Sarrico III” continua atuando na da RESEX Marinha do Arraial do Cabo. 

    Em Arraial do Cabo, uma embarcação de turismo fundeada em local proibido, enseada da Pedra Vermelha foi localizada . O proprietário da embarcação, foi autuado (AI-e nº XTT6O5S1), no valor de R$ 1010,00 (mil e dez reais) por “adotar conduta em desacordo com a autorização nº 36/2017 e as regras da unidade de conservação RESEX Marinha de Arraial do Cabo. Fundeio em área proibida”. 




    Ao passar pela enseada do Maramutá a equipe de fiscalização avistou uma embarcação fundeada na enseada, local proibido pelo acordo de gestão da RESEXMAR de Arraial do Cabo. O mestre da embarcação, foi autuado no valor de R$ 1010,00 (mil e dez reais) por “realizar atividade de turismo náutico na praia do Maramutá, no interior da RESEX Marinha de Arraial do Cabo em desacordo com a autorização nº 12/2017, clausula 2ª, parágrafo IV, alínea B” (AI-e nº 6TZXK2WQ).




    Ao chegar em Arraial do Cabo, considerando a pequena melhora do mar “de Fora” e o monitoramento do PREPS, a equipe dirigiu-se para a verificação de uma embarcação que supostamente estava praticando a pesca industrial no interior da RESEXMAR do Arraial do Cabo. Chegando próximo a embarcação observou-se que a mesma estava realizando a atividade de arrasto no interior da RESEX. 




     A pesca industrial, na modalidade de arrasto, é proibida, conforme o Acordo de Gestão da RESEX e seu Plano de Manejo. O mestre da embarcação foi autuado por “Pescar em local proibido, na modalidade de arrasto, no interior da RESEXMAR do Arraial do Cabo, a bordo da embarcação Aliança JB, TIE 4010550406. Com aproximadamente 2,5 toneladas de pescados diversos a bordo”, no valor de R$ 183.400,00 (cento e oitenta e três mil e quatrocentos reais), mediante a lavratura do AI-e nº 9K8BVKCB. A embarcação, as portas da rede e as 2,5 toneladas de pescados diversos foram apreendidos, pelo Termo de Apreensão nº AHSQAEMO. A embarcação, a rede e as portas de rede de arrasto foram deixadas com o infrator, como fiel depositário, de acordo com o descrito no Termo de Depósito nº 8XMDLRRL. 





    O pescado foi doado para a Colônia de Pescadores de Arraial do Cabo, de acordo com o Termo de Doação nº PZ69KSDP. 

    Cabe ressaltar que todas as operações tem por objetivo, proteger a tradicionalidade da Pesca e reforçar com isso os verdadeiros beneficiários e suas vocações para Pesca.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook