• Cabo Frio investe em ações de turismo sustentável,

    Setor está passando por organização e planejamento desde o início do novo governo





    Um forte trabalho de organização e planejamento está sendo feito no setor turístico de Cabo Frio desde o início deste ano, com a chegada da nova gestão da Prefeitura de Cabo Frio. Em apenas 30 dias, a Secretaria Adjunta de Turismo deu início a projetos importantes, com a criação de um calendário de eventos turísticos para movimentar a baixa temporada, além de ações de incentivo ao turismo náutico.
    Apesar de ser cercada pelo mar e pelas águas da Lagoa de Araruama, a cidade estava com o setor náutico completamente abandonado. 

    “Temos dezenas de embarcações na cidade, a maioria lanchas, inclusive de turistas, que não tinham onde fazer embarque e desembarque de passageiros porque o píer do Terminal de Transatlânticos estava fechado. De forma emergencial já conseguimos liberar o espaço para funcionamento, e agora estamos apenas aguardando a Procuradoria elaborar uma legislação pertinente para cobrança de taxas que serão utilizadas na manutenção da estrutura”, explicou o secretário-adjunto de Turismo, Carlos Cunha.

    Outra novidade foi a reabertura do Terminal de Passeios de Barco, no Canal do Itajuru, que estava fechado desde dezembro de 2020. O local, que também é um dos pontos turísticos mais visitados de Cabo Frio, será oficialmente cedido à Associação dos Barcos de Passeio, que já está responsável pela manutenção de todo o espaço.

    No primeiro dia do novo governo a Secretaria Adjunta de Turismo também lançou o canal “Fale Conosco”, que funciona diariamente através do whatsapp (22) 99620-4055, das 9 às 17h, inclusive com plantões aos finais de semana e feriados. O canal serve para atendimento ao turista com esclarecimento de dúvidas, denúncias, elogios e recomendações. 

    “Uma outra ação muito importante é a Pesquisa de Movimentação Turística, ou seja, um levantamento de dados reais da taxa de ocupação dos meios de hospedagem, movimentação nos pontos turísticos e comércio em geral, que vai ser fundamental para criamos parâmetros que serão utilizados para tomadas futuras de decisões”, explicou Carlos Cunha.

    Além desta ação, também estão em andamento o Inventário Turístico de Cabo Frio, que vai levantar a quantidade e capacidade de meios de hospedagem e demais equipamentos turísticos; a reformulação das Centrais de Atendimento do Turismo (CAT); a criação de novas trilhas para o ecoturismo, e o ordenamento das atividades náuticas.

    “Com relação aos CATs, o da rodoviária e o da Praia do Peró já foram reformados e estão funcionando diariamente. Agora estamos na fase de implantação também no Museu do Surf, no Terminal de Passeios de Barco e em Tamoios, que também vai ganhar uma trilha muito importante no entorno da Fazenda Campos Novos. Os trabalhos, inclusive, já estão bem adiantados”, contou.

    Outros trabalhos também estão com projetos adiantados. É o caso do ordenamento das canoas havaianas, que aguarda apenas a Procuradoria enviar a minuta da lei regulamentadora. “Estamos falando de uma importante atividade esportiva, turística e comercial que funciona sem nenhum tipo de ordenamento. Não existe sequer local certo para guardar e embarcar nas canoas, gerando conflitos com os hotéis na praia da Passagem”, explicou Carlos Cunha, lembrando que também está em andamento o trabalho de construção da personalidade jurídica do Museu do Surf, com a devida legalização do espaço e do acervo, transformando-o legalmente num museu.

    Veja outras atividades que também começaram a ser desenvolvidas nos primeiros 30 dias de governo na área de turismo:
    - Capacitação dos atendentes de Cabo Frio, Arraial do Cabo e Búzios em conjunto para que trabalhem os três destinos de forma integrada
    - Negociação com companhias aéreas para manutenção dos voos comerciais de diversas cidades a Cabo Frio o ano inteiro (a companhia aérea Azul já confirmou a operação)
    - Desenvolvimento do Projeto Albatroz como um novo equipamento voltado para o ecoturismo
    - Desenvolvimento de aplicativo e site da Turismo onde o turista encontra mapas, visitas virtuais aos pontos turísticos e informações
    - Criação do projeto “Nossa História”, que visa apresentar aos moradores a riqueza turística de Cabo Frio, aliando visitas guiadas a pontos de interesse turístico, passeios de barco, trilhas ecológicas, história e cultura, com roteiros gratuitos a moradores durante a semana e comercializados a visitantes nos finais de semana.
    - Desenvolvimento do projeto “Museu Sustentável”, transformando o prédio do Museu do Surfe num espaço sustentável através de parceria com outras Secretarias e com a iniciativa privada, incluindo instalação de energia solar, reaproveitamento da água de chuva, acessibilidade e jardinagem.
    - Criação do CAT Virtual com diversos totens com QRcode’s espalhados pela cidade, próximos a pontos turísticos ou locais de grande circulação de pessoas, possibilitando que o visitante acesse mapas, faça visitas virtuais aos pontos turísticos e obtenha informações
    - Elaboração de cursos para os meios de hospedagem em parcerias com grandes operadoras de turismo e canais de venda, com o intuito de fomentar as vendas e proporcionar ferramentas para atrair mais clientes e diminuir sua taxa ociosa. O primeiro será dia 24 de fevereiro

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook