• Em entrevista ao SBT, neurocientista afirma que ataques de raiva têm aumentado durante a pandemia.



    Em entrevista ao SBT, neurocientista afirma que ataques de raiva têm aumentado durante a pandemia

    O neurocientista e psicanalista Fabiano de Abreu explica que a ansiedade tem levado ao estresse, o que estaria motivando ataques de fúria mais frequentes em diversas pessoas


    Em entrevista ao telejornal Primeiro Impacto, do SBT, o neurocientista e psicanalista Fabiano de Abreu destacou que aumentou o número de pessoas com ataques de fúria durante a quarentena e o motivo é o estresse. “A questão é que quando você tem um descontrole, uma disfunção cerebral devido ao estresse, você pode cometer atos impensáveis”, afirma o pesquisador. Entre os exemplos, ele falou sobre o caso do morador de um condomínio em Valinhos, no Estado de São Paulo, que ofendeu um entregador de aplicativo. Fabiano destaca que este comportamento poderia estar relacionado ao estresse atual somado à bagagem educacional do homem.

    Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelam que o Brasil lidera o ranking com o maior número de pessoas ansiosas no mundo. Cerca de 18 milhões de brasileiros convivem com este transtorno, que tem como característica a preocupação excessiva e o medo de situações cotidianas, o que leva a um nervosismo extremo. Fabiano aponta o cenário da pandemia como um grande impulsionador desta condição. Para o especialista é importante sempre priorizar a saúde mental com pequenas ações cotidianas. "A leitura é extremamente interessante, assim como a ginástica: fazendo os exercícios, você equilibra seus neurotransmissores", complementa Abreu.

    Créditos de: Vagner Souza

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook