• Petroleiros promovem ato em frente ao edifício sede da Petrobrás em apoio à ocupação pacífica e à greve da categoria.



    Nesta segunda-feira (3/2), a partir das 11h, petroleiros, familiares de trabalhadores da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados do Paraná (Fafen-PR) e representantes de movimentos sociais farão um ato em frente ao edifício-sede da Petrobrás, em apoio à ocupação pacífica de uma sala do prédio pela Comissão Permanente de Negociação, formada por diretores da Federação Única dos Petroleiros (FUP) e do Sindiquímica-PR. O ato deverá reunir cerca de 70 pessoas.

    A comissão reivindica que a Petrobrás abra um canal direto e efetivo de negociação para suspender o fechamento da Fafen-PR, que vai provocar a demissão de 1.000 trabalhadores. A demissão coletiva fere a cláusula 26 dos Acordos Coletivo de Trabalho (ACT) da Ansa/Fafen-PR e da Petrobrás.

    Além disso, os diretores da FUP e do Sindiquímica-PR reivindicam que a Petrobrás abra negociações sobre pontos específicos como tabela de turnos, banco de horas, plano de saúde e participação nos lucros. Tal medida foi determinada à época do fechamento do ACT, que foi mediado pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST).

    Os petroleiros entraram em greve à zero hora de sábado (1/2). Até domingo (2/2), a greve somava a adesão de cerca de 8 mil trabalhadores, distribuídos por 17 bases em dez estados.

    Um comentário:

    Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook