• Cabo Frio adere ao Setembro Amarelo. Primeira ação de prevenção ao suicídio acontece nesta quarta-feira (4).


    A Prefeitura de Cabo Frio vai realizar, durante todo o mês de setembro, ações de valorização da vida e prevenção ao suicídio. É o Setembro Amarelo, que busca conscientizar a população para que reconheçam os sinais de risco e que possam auxiliar no tratamento, já que os suicídios podem ser evitados se identificados em tempo prévio.

    A primeira ação acontece nesta quarta-feira (4), na ONG Centro de Atenção ao Jovem Espaço Feliz (Cajef), no bairro Jacaré. Técnicos da Coordenadoria-Geral da Criança e do Adolescente (Cogecria), Superintendência de Proteção Social Básica (SPSB), Superintendência de Proteção Social Especial (SPSE) e Superintendência de Políticas Públicas de Prevenção às Drogas (SPPPD), órgãos vinculados à Secretaria de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e da Mulher (Sedesdim) vão abordar o tema suicídio de forma lúdica, leve e natural.

    Os jovens serão divididos por faixa etária. Para os menores, desenhos. Os maiores participarão de uma brincadeira de perguntas e respostas. Objetivo é fazer com que eles se sintam motivados a falar sobre o tema, interagir com os técnicos, tirar dúvidas, falar e ouvir os colegas e, ao final, ter informações sobre como agir e onde buscar ajuda através da distribuição de panfletos.

    No dia 24 será a vez da E. M. Profª Talita Hernandes Perelló, no Jardim Esperança, e, fechando a programação, dia 27 a campanha chegará à Escola Agrícola Municipal Nilo Batista, no segundo distrito. Nas escolas as atividades serão desenvolvidas das 8h às 12h.

    Dados da Organização Mundial da Saúde mostram que o suicídio é a segunda principal causa de morte entre jovens com idade entre 15 e 29 anos. Os mesmos dados ainda afirmam que cerca de 800 mil pessoas tiram a própria vida no mundo, a cada ano. Mesmo se tratando de um grave problema de saúde pública, os suicídios podem ser evitados se identificado em tempo prévio.

    “Acreditamos que não precisamos ter medo de falar sobre suicídio. Precisamos discernir a diferença entre pensamentos de morte com a ideação de suicídio para que as pessoas possam entender melhor a questão. É fundamental que a pessoa busque ajuda em qualquer sinal de isolamento, cortes de planejamento futuro, uso de substâncias psicoativas e mensagens de despedida. Estes são alguns pontos importantes que devem ter atenção”, explica a coordenadora da Criança e do Adolescente de Cabo Frio, Adriana Garcia.

    Ao longo do mês, dando seguimento a campanha, a Sedesdim também realizará ações ligadas ao projeto Parentalidade Positiva, de forma conjunta com a Secretaria de Educação, Saúde Mental (equipe CAPSI), Ordem dos advogados do Brasil (OAB), Superintendência de Políticas Públicas de Prevenção às Drogas, com profissionais técnicos como assistentes sociais, psicólogos, pedagogos, advogados, especialistas em programas de prevenção às drogas.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Degs Game

    Degs Game

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook