• MAR DE LAMA - Claudio Leitão afirma que Prefeitura não repassou 40 milhões de reais e documentos foram fraudados

    "Licitações eram paralisadas para que as verbas não fossem usadas... Não concordamos que uma parte receba o pagamento e outra não." 
    Veja o vídeo da Coletiva : 
    Siga me no Facebook para ficar por dentro das notícias.


    Na tarde desta terça feira (14), no auditório do Prédio da Remmar, na Avenida Teixeira e Souza, o ex secretário de Educação Claudio Leitão convocou a imprensa para explicar os motivos de sua saída do governo Adriano Moreno. Na sexta feira (10) a prefeitura publicou uma nota afirmando que tinha exonerado os dois principais nomes da pasta por que não tinham obedecido a ordem de efetuar o pagamento dos servidores municipais, momentos depois através da comunicação oficial da Secretaria de Educação uma nota foi emitida afirmando que a nota da prefeitura não falava a verdade. O ex secretário fez denúncias sérias declarando que na verdade se sentiu obrigado a pedir para sair do governo pois a situação de irregularidades estava passando dos limites . 
    Leitão lembrou de outras pessoas que caminharam com o prefeito na época de campanha e que foram ficando pelo caminho após se decepcionarem . 
    O governo Adriano Moreno ainda não completou 12 meses e já se tornou um dos mais questionáveis do município.


    Na coletiva Claudio Leitão declarou que a prefeitura não repassou o montante de R$ 40 milhões a pasta da Educação. Este dinheiro corresponde ao repasse obrigatório por lei para complementar a folha e para despesas. Disse também que verbas estão chegando na Secretaria de Fazenda para investimentos e licitações mas que o dinheiro simplesmente não é liberado. Acompanhe alguns trechos da declaração feita na coletiva : 
    "Outros secretários também bateram de frente com o Secretário de Fazenda. O MP vai investigar se as verbas da saúde (15% do orçamento) estão sendo repassados para a pasta. Se na Educação está assim é possível, não posso afirmar, que a saúde também esteja." 

    "A situação é grave, afirmo que o Secretário de Fazenda, com anuência do Prefeito Adriano Moreno, não repassou R$ 40 milhões a pasta da Educação, provocando assim o sufocamento da pasta prejudicando seu funcionamento... Para conseguir a senha que autoriza os pagamentos dos servidores eles demoraram 3 meses para assinar a autorização.... As licitações não eram liberadas, chegavam na mesa do Secretário de Fazenda, que é na verdade o prefeito da cidade e não saía de lá. Por isso os ônibus no segundo distrito de Cabo Frio que atendem as crianças não eram licitados, prejudicou a merenda das crianças, escolas estão com problemas na parte elétrica, outras escolas estão sucateadas." Disse também que o prefeito e o secretário fraudaram um documento com investimentos na educação, destacando que a cidade investiu 33% na pasta para cumprir a lei federal, mas que estes investimentos não foram feitos com os recursos próprios como determina esta mesma lei e sim com recursos de outras seguimentos. Até as verbas federais "carimbadas" foram desviadas para outras pastas . 

    "Eles usaram as verbas da merenda, da Educação do município em outras pastas para cobrir a Comsercaf e outras pastas. O dinheiro da Educação financia esta cidade erradamente. Por isso não conseguimos mais para a população." 

    Claudio Leitão disse que permaneceu no cargo, mesmo depois de colocar a disposição por 3 vezes por que sempre recebia a promessa que as coisas iriam andar, o que não aconteceu. Diante de todo este cenário pegou documentos e apresentou ao Ministério Público fazendo a denúncia, além disso também entrou na justiça por descumprimento de um TAC assinado por ele e o prefeito. Em um determinado momento comentou que o Secretário de Fazenda de Cabo Frio, Cati, internamente e pelas ruas, recebeu apelidos que ele acredita ser referencia a jogadores de futebol. 

    Ao final da coletiva que durou mais de uma hora o ex secretário respondeu aos jornalistas e enviou cópias dos documentos para a Câmara de Vereadores, chamando a atenção que se os vereadores tivessem pedido a gestão orçamentária do município certamente a situação poderia ter sido outra.

    A prefeitura ainda não se manifestou.

    5 comentários:

    1. perdeu a boquinha,abriu o bocão.
      esse é Claudio Leitão tão corrupto quanto as pessoas citadas.

      ResponderExcluir
    2. Fico estarrecido com essas denuncias tardias, enquanto estava no cargo não denunciou nada e compactuava ou era conivente e parece que isso era moeda de troca com o prefeito e o secretário de fazenda e os acordos viraram denuncias. Enfim CADEIA PARA TODOS ELES !

      ResponderExcluir
    3. Mar de lamas estamos , nos, após as chuvas , Eduander ! E mar de lama de cocô.
      Cabo Frio, só dá “ artista “. Quando que esses políticos patéticos e caipiras vão descer do palco? Ridículos ! Eu que quero eles devorem uns aos outros . Tudo bactéria da mesma infeção!
      Ah! Antes que eu me esqueça : PEGA FOGO CABARÉ!!!

      ResponderExcluir
    4. PELO QUE EU ENTENDI FOI O PRÓPRIO SECRETÁRIO QUE COMETEU O ATO DE IMPROBIDADE.
      CADEIA NO LEITÃO.

      ResponderExcluir

    Degs Game

    Degs Game

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook