• Cabo Frio garante ordenamento no Peró e Bandeira Azul será hasteada no próximo verão.


    Foto de Rodrigo Bittencourt.


    Todos os projetos de ordenamento conquistados pela Praia do Peró serão mantidos durante o período em que a Bandeira Azul estiver arriada. A garantia foi dada pela coordenação local do projeto, que conseguiu estender até o dia 24 de abril, após a Semana Santa, o hasteamento da Bandeira Azul, após a conclusão da temporada curta do programa. As obras da segunda etapa das obras de revitalização da orla começam após a alta temporada e, em maio, a coordenação volta a pedir a Bandeira Azul, desta vez para a temporada longa de um ano, após a conclusão das obras, como estava prevista no cronograma inicial. A bandeira voltará a ser desfraldada no próximo verão.

    -- A Bandeira Azul não é uma coisa permanente e é incompatível com obras. Nós solicitamos a temporada curta, de 01 de dezembro a 15 de abril, pois não haveria tempo hábil para pedir a temporada larga. As datas estão na placa ao lado da bandeira. Em maio, com toda a documentação, vamos solicitar a temporada larga. A renovação é constante, anual, em todo o mundo, nos 30 anos da Bandeira Azul, que não é definitiva em lugar algum – explicou Paloma Arias, uma das coordenadoras do projeto.

    A temporada curta da Bandeira Azul foi cumprida com sucesso, de acordo com os critérios internacionais do programa. “Descer” a bandeira é praxe na maioria das praias que possuem o certificado. O desafio agora é fazer as obras na orla até novembro. O prefeito Adriano Moreno garantiu à coordenação que a continuidade da Bandeira Azul é uma prioridade.

    -- Falta apenas fazer um ajuste no projeto de engenharia para fazer a licitação das obras complementares. Vamos mexer nos quiosques, na arborização e na acessibilidade. Vamos padronizar os quiosques, adequá-los às normas de higiene e organizar o trabalho dos ambulantes. Será o marco zero no Peró – afirmou o secretário de Desenvolvimento de Cabo Frio, Felipe Araújo.

    O procurador da República Leandro Mitidieri mandou ofício ao delegado Sílvio Caldas, da 126ª DP, pedindo informações sobre a investigação para identificar o proprietário do bugre amarelo que invadiu a área de pedestres do Peró na segunda-feira de Carnaval. O procurador está inconformado com a demora na identificação e pediu auxílio aos policiais da Unidade de Policia Ambiental (UPAM) de Cabo Frio para localizar o bugre. Denúncias podem ser feitas pelo telefone 22-2647-6064, da 8ª UPAM.

    A Prefeitura informou que o prefeito Adriano Moreno esteve no DER, no Rio, pedindo ajuda para recapear as ruas de Cabo Frio, inclusive do Peró. O município já tem recursos em caixa para sinalização turística, que vai beneficiar o Peró. E uma compensação ambiental pode resolver a principal reivindicação do balneário: um novo acesso pela Estrada do Nelore, tirando o tráfego das vias do Jacaré e da Gamboa.

    3 comentários:

    1. A Bandeira Azul foi uma conquista que projetou a nossa região para o mundo e trouxe ordenamento para a nossa praua e seu entorno, precisamos manter as boas práticas do programa e garantir e o hasteamento para a próxima temporada.

      ResponderExcluir
    2. Fiquei sabendo que quem não “ hasteou a bandeira “ hoje no programa Falação em Foco , ops “ Região em Foco “ em uma rádio local foi o secretário de educação de Cabo Frio , Cláudio Leitao . Num foi à entrevista. Sorry !
      E como fala o radialista: Blá-blá-blá blá-blá-blá. Só faiando dos anunciantes em “apneia” . Não sei como não cansa . Uma “ metralhadora verbal giratórias”. As entrevistas em sua grande maioria são entrevistas comerciais . Eu assisti uma vez , porque tinha entrevista , q eu estava querendo assistir mas não consegui .

      ResponderExcluir
    3. Cabo Frio está de parabéns !
      O prefeito que não garantir a Bandeira Azul merece o cartão vermelho...

      ResponderExcluir

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook