• Prefeitura coíbe vandalismo, orienta turistas e faz adequações na Praia do Peró.


    A Coordenadoria do Meio Ambiente vem travando uma batalha diária contra os atos de vandalismo que vêm sendo praticados na Orla da Praia do Peró, no trecho certificado pelo selo Bandeira Azul. Apesar da presença constante da Guarda Municipal, de agentes da coordenadoria de Posturas, Comsercaf e da Guarda Marítima e Ambiental, várias ações já foram realizadas para reparar danos causados por vândalos, que agem durante a noite, arrebentando a corrente e danificando os “gelos baianos” (blocos de concreto) colocados para impedir o trânsito de carros de passeio na antiga Avenida dos Namorados.

    Na madrugada deste domingo, mais um bloco foi totalmente destruído obrigando a reposição, feita prontamente pela manhã.

    “Praticamente todos os dias temos que fazer reparos ou trocar equipamentos totalmente destruídos. Temos ciência de que há pessoas com interesses pessoais contrários à certificação, que promovem essas ações de vandalismo. Já estamos providenciando a instalação de câmeras para a identificação e responsabilização desses vândalos”, informou o coordenador de Meio Ambiente, Mario Flavio Moreira.

    A certificação exige que alguns critérios sejam rigorosamente cumpridos, como a proibição de cães na areia e a prática de esportes como futebol e frescobol em horários específicos. A Guarda Marítima e Ambiental passou por capacitação específica, e vem orientando, diariamente, turistas e frequentadores sobre esse ordenamento e vem tendo uma excelente receptividade, sem nenhum registro de ocorrência de desrespeito ou desacato.

    Algumas adequações têm sido feitas para facilitar o acesso de cadeirantes, como o distanciamento dos gelos baianos para a passagem de cadeiras de rodas com bitolas maiores e a presença de agentes municipais com as chaves do cadeado da corrente, para permitir o acesso de ambulância e carros de serviços. A Polícia Militar também modificou a estrutura de policiamento para o bairro, inclusive com a utilização de um quadriciclo para diminuir o tempo de resposta às solicitações.

    Além dos danos físicos à estrutura que permitiu a certificação no selo Bandeira Azul, há uma onda de boatos e “fake news” nas redes sociais, associando a certificação a uma tentativa de “elitizar” a Praia do Peró e tentando jogar a população contra as ações desenvolvidas pela prefeitura, sempre por meio de perfis falsos, que estão sendo monitorados pela coordenação do Programa Bandeira Azul.

    “Essas pessoas que se utilizam desse artifício covarde que são as ‘fake news’, acham que seguirão acobertadas pelo anonimato das redes sociais, mas já estamos identificando algumas delas e tomaremos as providências jurídicas cabíveis. Vale lembrar que a luta pela certificação da Praia do Peró com o selo Bandeira Azul, nasceu de uma iniciativa dos próprios moradores do bairro e temos neles agentes incansáveis pela manutenção da certificação. Inclusive, são os moradores, bem intencionados, que têm nos mantido informados sobre o vandalismo e os ataques contra a estrutura, e continuamos contando com eles para nos ajudar a acabar com esse desserviço ao meio ambiente e ao turismo da nossa cidade”, completou Mario Flavio Moreira.

    Quem presenciar atos de vandalismo ou situações de anormalidade na Praia do Peró, pode entrar em contato pelo e-mail cogemacabofrio@gmail.com ou deixar mensagem na página da Coordenadoria de Meio Ambiente no Facebook - www.facebook.com/cogemacabofrio.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Degs Game

    Degs Game

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook