• POÇOS ARTESIANOS - Uma solução do passado e um problema ambiental para o futuro.




    Durante anos na Região dos Lagos o problema com a falta d`água assombrou as famílias obrigando a muitos a providenciar o seu próprio reservatório ou até mesmo fazer o seu poço artesiano. O tempo passou, as cidades cresceram e alguns serviços melhoraram, mas a ideia de ter o seu próprio poço continua em muitas comunidades. Só que muitos não sabem que este processo também afeta a todos na Região, desconhecem a informação que cavar um poço artesiano sem autorização de órgãos competentes é mesmo que entrar na clandestinidade. 
    Ainda existem casas antigas com a utilização de poços artesianos, optando por uma economia. Só que muitos podem estar com a água contaminada.

    Instalações antigas e de forma irregular.

    Em bairros como Vila do Sol, Caminho de Búzios, Tangará e Peró em Cabo Frio existem muitas casas que no início de suas construções, 10 ou 15 anos atrás, não eram atendidas pelo serviço de abastecimento de água e hoje, mesmo diante de um cenário favorável a isso, ainda mantém o antigo poço artesiano. 
    Fossa, filtro e sumidouro pode estar contaminando o lençol freático na nossa região.

    O desconhecimento com a forma correta de manusear pode até contaminar todo o lençol freático ou aquíferos em nossa Região. 
    Eduardo Pimenta, Biólogo e Diretor de Meio Ambiente da Comsercaf.

    O Biólogo Eduardo Pimenta falou sobre esta prática e destacou os problemas que podem provocar : 
    "A gente precisa destacar que o poço artesiano vem de uma cultura de quando não se ofertava água, hoje a realidade é outra as concessionárias que atendem a Região melhorou extraordinariamente este serviço. Na maioria da população não existe mais esta necessidade do poço. Para se cavar um poço é necessário a outorga onde você paga por esta água, que não é nada mais do que justo. O que temos que chamar a atenção é que muitos desses poços estão contaminados pelas fossas, filtros e sumidouros. Durante um tempo o material depositado chega até uma parte da terra e a deixa encharcada, chegando aos rios subterrâneos . Isso por que há 20 anos atrás não havia o tratamento de esgoto e não havia a manutenção desses reservatórios de materiais fecais." Disse o Biólogo e também Diretor de Meio Ambiente da Comsercaf chamando a atenção para a nossa Região como uma grande área beneficiada, lembrando da Malhada em Búzios. 
    Hoje já não temos tanta a necessidade do Poço Artesiano e muitos devem estar contaminados por conta do tempo de utilização.

    O recomendável pelos órgãos de saúde é que se faça um teste na água de poço utilizada, pois um dos maiores contaminadores de endemias é o meio hídrico.  Na cidade de Cabo Frio não há um controle de quantos poços artesianos estão em funcionamento, mas a Secretaria de Meio Ambiente possui técnicos que a todo momento estão a disposição da população para dar orientações sobre legalização, taxas e outorgas. 

    Muitas indústrias, condomínios e empresas ainda utilizam água retiradas do lençol freático, mas todos com autorização e um rigoroso sistema de teste para saber a qualidade da água utilizada.

    Para avançar nesta área é necessário que se faça um investimento por parte prefeituras na questão de saneamento básico, evitando assim o uso da fossa, filtro e sumidouro pelas residências além de um claro controle habitacional evitando que invasões em áreas de preservação ou construções irregulares cresçam. Lembrando que uma vez detectada a contaminação da água do poço utilizada o trabalho de descontaminação é inviável.

    Eduander Silva 
    Jornalista e Editor do site.







    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook