• Governo do Rio inaugura unidade cirúrgica no Hospital Universitário Pedro Ernesto.



    O governador Luiz Fernando Pezão e os secretários estaduais de Saúde, Sérgio Gama, e Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento Social (Sectids), Gabriell Neves, inauguraram, nesta segunda-feira (3/9), uma unidade cirúrgica, equipada com uma sala híbrida, no Hospital Universitário Pedro Ernesto (Hupe), da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). A nova unidade, que recebeu investimentos no valor de R$ 4 milhões da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj), órgão vinculado à Sectids, conta com um aparelho de hemodinâmica de alta tecnologia, que permite associar técnicas cirúrgicas convencionais e de última geração.

    No total, somente este ano, o Hospital Universitário Pedro Ernesto recebeu do Governo do Estado investimentos no valor de R$ 42,3 milhões.

    A sala garante versatilidade e segurança aos procedimentos cirúrgicos, essencial à técnica endovascular, que será utilizada por diversas especialidades. A unidade tem ainda leitos de recuperação anestésica e sala de laudos. O Hupe é o primeiro hospital universitário do Estado do Rio a possuir uma sala híbrida.

    – O hospital é, para mim, o lugar mais importante do Estado do Rio de Janeiro por formar profissionais. A gente aqui não atende somente a população, a gente forma novos profissionais que, futuramente, estarão no mercado e atenderão pessoas – disse o secretário Gabriell Neves.

    Durante a inauguração, foram anunciados outros investimentos do Governo do Estado no valor R$ 23,3 milhões para o Hospital Pedro Ernesto. Desse total, com recursos repassados pela Secretaria estadual de Saúde no valor de R$ 7,3 milhões, será possível ampliar o número de cirurgias cardíacas e de colunas no Hupe. A capacidade de cirurgias cardíacas aumentará de 20 para 80 mensais, além da implantação de 40 marca-passos. A verba também será destinada a um núcleo, responsável pela realização de 20 cirurgias de coluna e de 500 atendimentos ambulatoriais mensais.

    Além disso, o Governo do Rio, por intermédio da Faperj, repassou R$ 16 milhões à Uerj para aquisição de um equipamento destinado a cirurgias robóticas, que será instalado em novembro no Pedro Ernesto. O aparelho vai ser usado em procedimentos delicados e de alta complexidade em especialidades como urologia, cirurgia geral e ginecologia, e deve entrar em operação em janeiro do próximo ano.

    Para o governador Luiz Fernando Pezão, é importante investir também em parcerias com as universidades.

    – Fico muito feliz por poder recuperar a capacidade de investimento no serviço público e mostrar à população para aonde está indo o dinheiro dos seus impostos. A saúde é vital e é um setor que podemos desenvolver cada vez mais, apostando na excelência da residência da Uerj. A equação da crise é muito dolorosa para o estado, assim como para todo o país. Mas vamos terminar o governo com as contas em dia. Precisamos desenvolver parcerias com os cursos de Economia, Administração e Medicina das universidades para dirigir nossos hospitais. É fundamental criar novas fontes de receita – afirmou.

    Na cirurgia robótica, não é o cirurgião que atua diretamente no campo operatório. Um robô controlado pelo médico garante a precisão durante o procedimento. Além disso, monitores acoplados ao sistema possibilitam a visão do campo operatório para toda a equipe cirúrgica, o que permite que o cirurgião-auxiliar também atue no procedimento.

    O Pedro Ernesto será o primeiro hospital público no país a receber o robô modelo Da Vinci Xi.

    – Essa aproximação entre a Uerj, o Pedro Ernesto e a Secretaria de Saúde é muito importante. É necessário apontar a importância da universidade do estado e do Pedro Ernesto na formação do profissional porque a gente precisa formar pessoas capazes de atender na urgência e emergência. A Uerj tem um papel fundamental na capacitação desses profissionais – disse Sérgio Gama, secretário estadual de Saúde.

    Modernização de equipamentos e infraestrutura

    Com a adesão do Governo do Estado do Rio ao Regime de Recuperação Fiscal, em setembro do ano passado, o Hospital Universitário Pedro Ernesto voltou a receber investimentos. Além da compra de equipamentos modernos e a reforma em sua infraestrutura, o Hupe ampliou o número de leitos de 70, em outubro de 2017, para os atuais 300. A previsão é de que ao menos mais 50 leitos sejam disponibilizados até o fim deste ano. O hospital inaugurou ainda uma nova enfermaria e construiu núcleos de urologia e reumatologia, além de um centro de tratamento oftalmológico, que vai triplicar o número de cirurgias, como catarata, retina e glaucoma.

    Além disso, a Secretaria estadual de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Social já havia repassado ao Hupe, em janeiro deste ano, R$ 15 milhões para reequipar o hospital. Foram adquiridos novos aparelhos de ressonância magnética, tomografia computadorizada, angiografia, endoscopia digestiva, oito ultrassons, dois ecocardiógrafos, mesas cirúrgicas, monitores, respiradores, entre outros.

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook