• Ginásio Alfredo Barreto, em Cabo Frio, recebe visita técnica de inspeção. Não tem prazo para reabertura.


    Principal espaço esportivo da cidade, o Ginásio Poliesportivo Alfredo Barreto, no Portinho, recebeu nesta segunda-feira (20) uma visita técnica de inspeção de uma comitiva formada pelos secretários de Obras, José Bulcão da Silveira Filho; de Desenvolvimento da Cidade, Felipe Araújo; e do presidente da Comsercaf, Luiz Claudio Gama; além de funcionários das respectivas pastas e da autarquia. Na pauta, as obras que precisam ser feitas para a reinauguração do espaço esportivo, que está interditado por conta de problemas de estrutura do telhado desde setembro do ano passado; e com o fornecimento de energia elétrica suspenso desde janeiro de 2018.

    A equipe revisou alguns pontos que são prioritários, como o da recuperação da estrutura do telhado. Um engenheiro calculista já esteve no local para uma análise preliminar e um laudo será elaborado para que possa se montar um projeto para a aplicação de uma escora de sustentação no local.

    A questão do fornecimento de energia elétrica ao prédio já foi resolvida: a Secretaria de Fazenda chegou a um acordo com a Enel para o restabelecimento da mesma, o que deve ser feito nos próximos dias. No entanto, no período em que o ginásio ficou interditado, houve o furto de todo o cabeamento de eletricidade, bem como de vários disjuntores da caixa de força. Uma empresa especializada já está refazendo todo o cabeamento, para que o prédio possa voltar a ter luz.

    “O caso do furto dos cabos é de polícia. Aproveitando-se da pouca vigilância que havia no local, os cabos foram furtados sem que ninguém tenha visto. A nossa parte estamos fazendo, que é restabelecer este cabeamento, para que a parte administrativa da Secretaria possa funcionar”, explicou o presidente da Comsercaf, Luiz Claudio Gama.

    Sem prazo para reabertura

    O secretário de Esporte e Lazer, Flávio Rebel, anfitrião do encontro, voltou a falar da importância do Ginásio Alfredo Barreto, não só para o esporte local, como também para o cenário do Estado do Rio, avaliando como produtiva a reunião.

    “Temos um espaço deste, que tirando o Maracanãzinho e as arenas olímpicas, há poucos do mesmo nível no Estado do Rio, que não podemos utilizar no momento por conta de problemas decorrentes de má conservação. A ideia do prefeito é a de reabilitar o ginásio, mas temos que fazer da maneira correta, respeitando os prazos e os aspectos técnicos da obra. Já temos os relatórios feitos pelas equipes da Secretaria de Obras e da Coordenadoria de Planejamento; e já contatamos um engenheiro calculista. Assim que os trâmites burocráticos forem obedecidos, teremos um laudo, e em cima desse laudo, as equipes vão trabalhar para a reforma estrutural do telhado, para podermos liberar o ginásio o quanto antes. Ainda não podemos estipular um prazo”, explicou.

    Inaugurado em dezembro de 2004, o Ginásio Poliesportivo Alfredo Barreto tem a capacidade para 3,2 mil pessoas sentadas, mas já chegou a receber cerca de 4,5 mil pessoas nos jogos das seleções brasileiras de futsal, em 2005 e 2014; e de vôlei, em 2006 e 2013. Além disso, o ginásio recebeu inúmeras competições esportivas de alcance estadual, regional e nacional, além de várias edições do Festival Internacional de Dança e disputas municipais em muitas modalidades.

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook