• Prefeitura de Búzios emite nota sobre Educação e Funcionários confirmam o desleixo

    Por causa da repercussão do protesto de pais, alunos e servidores da Educação na cidade de Búzios, a Prefeitura Municipal emitiu uma nota afirmando que a Secretária está viajando para a Rússia e que a passagem foi paga pela HINODE.  Além disso também declara que o subsecretário está a frente da pasta e que administra toda a situação. Lembrou dos problemas judiciais que suspenderam o contrato com uma empresa que iria fornecer as refeições para os alunos e que a situação está controlada . 


    De imediato, as servidoras que trabalham nas cozinhas das Escolas municipais emitiram uma nota reafirmando a situação caótica e a reposição equivocada de alimentos nas unidades escolares. Acompanhe na íntegra a nota que foi enviada para a Vereadora Gladys Nunes, parlamentar que denunciou a situação e que acompanha de perto todo o desenrolar da situação.

    " As merendeiras concursadas do Município de Armação dos Búzios confirmam que a situação em geral é crítica.Em relação a falta de organização na entrega de alimentos e que ainda não foi normalizada,mesmo após a licitação emergencial.
    A quantidade fornecida é insuficiente ao número de alunos,onde faltam itens importantes para o desenvolvimento das crianças,principalmente das creches.
    Um fornecimento desproporcional onde falta leite e tem fígado em excesso.
    Nossa classe continua sendo desrespeitada e sofrendo pressão,sem apoio de mão de obra.mão de obra essa que todo ano a prefeitura contratava  novas funcionárias para preencher o quadro de funcionárias nas escolas.
    Hoje estamos com o número de merendeiras insuficientes para cozinhar para o número de alunos e funcionários nas unidades escolares.Isso se tornou um problema diário em todas as Escolas.
    Muitas merendeiras se aposentaram e outras estão afastadas de suas funções por graves problemas de saúde devido ao esforço desempenhado na função.O número esta muito reduzido nos levando a trabalhar muitas vezes sozinhas e com uma carga exaustiva,excessiva e desumana.
    As que continuam ativas já estão apresentando sintomas de doenças progressivas físicas e psicológicas.
    Na verdade não existe interesse por parte da Prefeitura em resolver essa situação .Desde que entramos com uma ação na Justiça e através de uma liminar  a Empresa Terceirizada que agia ilegalmente no nosso Município,foi obrigada a se retirar das Unidades Escolares.Desde então sofremos retaliações sendo escravizadas na cozinha das Escolas ."

    A nota foi  recebida pela Vereadora Gladys que vem cobrando do poder público todo o abandono na pasta da Educação e na Saúde.
    "São pastas importantíssimas e são tratadas com desprezo. A população de Búzios não aguenta mais tanto desmando na cidade ." Finalizou

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook