• Saúde alerta para baixa cobertura vacinal da campanha contra a gripe

    Devido à baixa procura pela vacina contra a influenza e faltando poucos dias para acabar a Campanha Nacional de Vacinação, a Secretaria de Saúde de Cabo Frio faz um apelo aos grupos prioritários para que compareçam às unidades para se imunizarem contra a doença. A ação se encerra na próxima sexta-feira (22). Até agora foram imunizadas 58,13%, correspondendo a 30.334 pessoas vacinadas, mas a meta é alcançar 52.187.

    De acordo com o Departamento de Saúde Coletiva, até o dia 20 de junho, dentre os grupos prioritários, a maior cobertura está sendo dos professores, com 121,49%. Logo em seguida vem 89,11% dos trabalhadores da área de saúde, 71,28% dos idosos, 69,63% das puérperas (mães que deram à luz há menos de 45 dias) e nas pessoas com comorbidades (aqueles com prescrição médica especificando qual doença lhe confere o direito à vacina) a adesão foi de 47,82%. Já entre as gestantes, o percentual foi de 39,81% e o menor índice é o das crianças entre 6 meses a 5 anos de idade, com apenas 25,26% do total.

    A superintendente municipal de Vigilância e Saúde, Lucy Pires, alerta sobre notícias falsas relacionadas à vacina da gripe. “Muitas pessoas ficam lendo qualquer tipo de artigo na internet a respeito da vacina contra a influenza e isso prejudica na campanha de imunização. A propagação de boatos faz com que haja baixa adesão à campanha e isso nos preocupa. É necessário ter mais consciência. O Ministério da Saúde afirma que a vacina protege contra três tipos de vírus que circulam no Brasil: H3N2, H1N1 e influenza B”, alegou a superintendente.

    A influenza é uma doença viral de transmissão respiratória com os seguintes sintomas: febre alta, dor no corpo, tosse, desânimo, dor de cabeça, podendo apresentar insuficiência respiratória e causar a morte. A transmissão do vírus influenza acontece por meio do contato com secreções das vias respiratórias, que são eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também ocorre por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz). Por isso, adotar cuidados simples fazem toda a diferença: lavar as mãos várias vezes ao dia; cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar; evitar tocar o rosto; não compartilhar objetos de uso pessoal; além de evitar locais com aglomeração de pessoas.

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook