• Jovens fazem limpeza da Praia do Peró, em Cabo Frio, nesta quinta feira (25).



    O micro lixo é o maior inimigo dos animais marinhos. Nesta quinta-feira, 175 jovens do Projeto Defensinha, da Defesa Civil, vão participar, a partir das 9 horas, de um mutirão de limpeza da Praia do Peró, que é candidata à Bandeira Azul (BA), título internacional de qualidade. A ação faz parte das atividades de educação ambiental, segurança e saúde previstas na fase piloto do projeto BA. A ação terá a colaboração da ONG Americana 4OCEAN.

    O trabalho dos jovens busca conscientizar os banhistas a não deixarem lixo na praia, especialmente canudos, bitucas de cigarro, tampinhas de garrafas Pet, copos e plástico de uma maneira geral. Há pouco tempo, o biólogo Vinícius Padula descobriu na Praia das Conchas espécies marinhas desconhecidas da ciência. O trabalho dos jovens vai começar em frente à torre dos salva-vidas. Eles vão usar sacolas recicláveis para recolher o micro lixo.

    -- A participação dos jovens é fundamental na educação ambiental. O cronograma do BA está sendo cumprido para que possamos hastear a bandeira no próximo verão – previu o coordenador de Meio Ambiente de Cabo Frio.

    O programa BA prevê ações voltadas para a diminuição de resíduos sólidos nas praias, coleta seletiva de lixo, acessibilidade, segurança no mar e ordenamento do trânsito nas vias de acesso. O requisito fundamental é a qualidade da água. A Cabana do Pescador, entre Peró e Conchas, está distribuindo saquinhos de lixo para seus clientes:

    -- Durante muitos anos monitoramos a água do Peró através do laboratório da antiga Companhia Álcalis. Nunca foi registrado resquício de poluição, pois todos os resíduos de esgotos e de águas pluviais do Peró drenam para a bacia do Canal Itajuru. A qualidade da água do Peró é incomparável – disse o analista ambiental Mário Flávio Moreira, ex secretário-executivo do Consórcio Ambiental Lagos-São João.

    SANEAMENTO

    Depois do Carnaval, as ações do movimento ambiental do Peró serão voltadas para a Concessionária Prolagos, que até hoje não anunciou nenhum projeto de captação dos esgotos do balneário, que está prestes a ganhar um hotel de luxo na orla da praia. Os hotéis e pousadas estão lançando seus resíduos na rede de água pluvial, que estão saturadas.

    Parte do esgoto vai para uma elevatória que bombeia os detritos para a Estação de Tratamento do Jardim Esperança. O restante, principalmente os esgotos da Ogiva, vai para o Canal Itajuru. A Prolagos não respondeu a pergunta sobre projetos para o Peró.

    -- Os esgotos dos hotéis e quiosques estão sobrecarregando as redes de águas pluviais, que não foram preparadas para isso. Na Rua dos Badejos, os esgotos estão aflorando nos bueiros por falta de escoamento adequado. A Prolagos está deixando muito a desejar no Peró. Preciso com urgente fazer a rede coletora de esgotos. Queremos saber onde o novo hotel, de grande porte, vai lançar seus resíduos – perguntou a moradora Alzira Freitas, que mora na Rua dos Badejos.

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook