• Detran reúne líderes religiosos no dia Mundial em memória das vítimas de trânsito.



    O Detran-RJ reuniu, neste domingo (19/11), líderes de dez denominações religiosas para celebrar o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito, em cerimônia realizada no teatro João Caetano, na Praça Tiradentes, no Centro do Rio. Esta foi a 8ª edição do evento, que tem o objetivo de homenagear milhares de pessoas que tiveram suas vidas interrompidas pela violência no trânsito. A data, sempre no terceiro domingo de novembro, foi definida pela Organização das Nações Unidas (ONU) e é lembrada anualmente pelo Departamento de Trânsito do Rio de Janeiro.

    A ação também contou com a presença de familiares das vítimas e foi uma manifestação da valorização da vida para gerar multiplicadores no combate à violência no trânsito. O evento também incentivou a tomada de medidas efetivas que reduzam os riscos de acidentes para promover um trânsito mais responsável e seguro.

    Para o presidente do Detran-RJ, Vinicius Farah, preservar vidas é uma preocupação constante. “Os acidentes de trânsito são assunto seríssimo. De janeiro a julho deste ano, números ainda parciais, mostram que houve 1.243 vítimas fatais. São seis mortes por dia no Estado. Temos que estar atentos e reduzir sempre este triste índice”, ressalta Farah.

    Antes do discurso dos representantes religiosos, foi exibido um vídeo apresentando os novos produtos do Detran e o trabalho realizado pelo Núcleo de Apoio às Vítimas de Trânsito (NAVI), que acolhe os parentes das vítimas e oferece apoio psicológico e promove atividades lúdicas para incentivar a valorização da vida.

    Segundo Dinilda Côrtes, coordenadora do NAVI, o ato inter-religioso é uma ação importante para cada familiar. “Juntos, eles têm a oportunidade de compartilhar este momento com os amigos da dor. Este momento de reflexão os conforta imensamente” explica a psicóloga.

    Ao final da cerimônia, ao som do Coral Canta Detran, cada familiar deixou um vaso de flores no palco, em homenagem àqueles que, precocemente, perderam suas vidas em acidentes de trânsito.

    Estiveram presentes: o Babalorixá Ivanir dos Santos, do Centro de Articulação e Populações Marginalizadas – Candomblé; o Bispo Hércules Aquilini, da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias; o Pastor Ayo Balogun, da Igreja Evangélica A Voz de Deus; a Sra. Fabiane Gaspar, do Conselho Espírita do estado Rio de Janeiro; o Reverendo Daniel Cabral, da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil; o Diácono Nelson Águia, da Igreja Católica Apostólica Romana; o Ministro Breno Magalhães, da Igreja Messiânica Mundial do Brasil; a Sacerdotisa Darlene Ribeiro, do Primado de Umbanda; o Monge Roberto Gregório, da Zen Budismo do Rio de Janeiro; e Sami Armed, da Sociedade Beneficente Muçulmana do Rio de Janeiro.​

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook