• SEPE e Prefeitura se reúnem junto ao MP para tratar da greve e pagamento de atrasados.



    O Ministério Público de Cabo Frio convocou o SepeLagos e o prefeito para discutir a questão da greve da categoria. A reunião começou por volta das 17h desta quinta feira (21) .  O prefeito  da cidade de Cabo Frio, Marcos da Rocha Mendes falou durante todo o tempo que não tinha dinheiro para nada. A promotora, Dra. Luciana, fez vários questionamentos ao chefe do Executivo, dentre eles a  verba do Fundeb, investimento dos 25% na Educação e quem administrava os recursos. O secretário de Fazenda, Clésio Guimarães, informou que a ordenadora de despesas era a secretária de Educação, Laura Barreto,  só que, anteriormente, a mesma disse que não tinha controle do banco e da conta bancária. 
    O prefeito se comprometeu a passar todas as contas para a secretária de Educação e a abrir uma conta para depositar os 25% que devem ser destinados à Educação. Atualmente, segundo o secretário de Fazenda, são investidos 18%.
    Uma nova reunião foi marcada para a próxima quarta-feira (27). Sobre a questão da diferença salarial dos contratados e o 13º salário de 2015, a secretária de Educação disse que vai se reunir com o prefeito nesta sexta feira (22) e apresentará uma proposta à categoria antes da assembleia.

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook