• "O dinheiro da TPA pode mudar de direção e ser usado em qualquer coisa. O povo não foi consultado." Declara o Vereador Ton Porto.



    Nesta terça feira (05) foi realizado uma audiência pública no CIEP de Arraial do Cabo, onde o prefeito Renato Vianna apresentou a TPA (Taxa de Preservação Ambiental) que será praticada a partir de janeiro de 2018. A aplicação desta taxa, que vem sendo chamada de pedágio de Arraial, vem sendo amplamente discutida por todos os cantos da cidade . Mas a oposição aponta algumas falhas na criação desta taxa. Um dos mais enérgicos contra a TPA é o vereador Ton Porto. Em uma entrevista na Rádio Cabo Frio FM -  89,3, o vereador destacou pontos importantes . 

    "Primeiro, para criar uma taxa desta o prefeito deveria preparar toda a cidade e então propor a criação para preservar, mas o contrário disso ele criou e impôs. O projeto de lei foi entregue numa segunda feira para ser votado na terça feira, ou seja, não tivemos tempo suficiente para estudar e avaliar, isso sem falar que não tivemos uma consulta pública. O turista vai pagar pedágio na ponte, em Itaboraí, na Via Lagos, em Arraial, para passear de barco vai pagar no cais, vai pagar estacionamento e por aí vai. A taxa seria para investir em nosso maior patrimônio que são as belezas naturais, mas o prefeito criou um artigo dentro do projeto que lhe garante mudar o destino do dinheiro arrecadado para qualquer outro setor, independente de autorização, por força de decreto. Entendeu? O dinheiro pode mudar de direção.  O que foi proposto era  para preservar o meio ambiente pode servir para pagamentos diversos. Outra coisa, o prefeito destacou a cidade de Bombinhas e até trouxe a prefeita da cidade para "vender" esta taxa para a população. Mas não colocou no projeto qual o período em que serão cobradas as taxas, como acontece em Bombinhas, onde é praticado apenas por 03 meses do ano. A prefeita também não disse que 70% da população de Bombinhas é contra a cobrança ."  Declarou.

    O vereador vai tentar na justiça barrar a cobrança, mas destaca que não é contra o progresso. Outro ponto que o vereador destacou em sua entrevista é que a prefeitura até hoje não informou quanto foi arrecadado no estacionamento do Barcelão e onde foi aplicado o valor arrecadado . "Se não explicou sobre o dinheiro do estacionamento, imagine esse dinheiro da taxa". Finalizou o vereador.

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook