• Superintendência de Proteção aos Animais faz alerta sobre envenenamento de animais em Cabo Frio.



    A Superintendência de Proteção aos Animais está em alerta quanto ao número de casos de envenenamento de animais em Cabo Frio. Segundo a diretora de departamento da Superintendência, Fernanda Reitenbach, a equipe tem recebido cerca de dez casos por semana, um índice alto e preocupante. 

    No último fim de semana, um gato foi resgatado embaixo de um carro, no bairro Jardim Caiçara, aparentemente envenenado. O animal foi levado para uma clínica particular e está sob cuidados médicos. Além desse caso, foram resgatados animais nos bairros Parque Burle, Praia do Siqueira, Jacaré, Boca do Mato, Jardim Esperança e em Unamar.

    “As denúncias chegam por meio do telefone da Superintendência que imediatamente reporta alguém até o local para verificar o estado de saúde dos animais. Mas muitos acabam não resistindo pela demora do pedido de socorro”, disse a diretora. Ainda de acordo Fernanda, é difícil pegar o responsável. Ela também ressalta que a comercialização do chumbinho é proibida no Brasil. “Não sabemos como as pessoas conseguem adquirir o veneno. É muito perigoso e fatal não só para os animais, mas para o ser humano também”, destacou.

    Os sintomas mais comuns de intoxicação por venenos em cães e gatos são: quadros convulsivos, apatia (quando o animal não responde a estímulos), mudanças bruscas do comportamento normal como salivação excessiva, misturada ou não com vômitos. Também podem ocorrer fortes tremores musculares ou fraqueza, o animal pode não conseguir ficar em pé, e ele pode apresentar sangue na urina ou diarreia.

    De acordo com o veterinário do Canil Municipal, Lauro Giestas, nos casos de envenenamento é necessário que o animal seja atendido por um profissional.

    “Casos de envenenamento são emergências. É muito comum os proprietários tentarem medicar os animais em casa, o que pode ocasionar um resultado não favorável. Como por exemplo, o leite pode potencializar a ação da substância tóxica, fazendo com que possa ser absorvida mais rapidamente", alertou o veterinário.

    Denúncias de maus tratos podem ser feitas diretamente para a Superintendência de Proteção aos Animais através do telefone (22) 9.9237-6507. Esse número também é whatsapp. Denúncias podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook