• Vereador de Iguaba é preso na Ponte Rio Niterói a caminho do Aeroporto.


    O vereador e vice-presidente da Câmara Municipal de Iguaba Grande, Jefferson Ferreira Martini (PTC), de 34 anos, o Jeffinho do gás, foi preso por agentes da Divisão de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo (DHNISG), na manhã de ontem, na Ponte Rio-Niterói, quando seguia com a família para uma viagem internacional. O vereador é investigado como mandante de um homicídio ocorrido em janeiro deste ano.

    De acordo com informações, as investigações apontam a participação de Jeffinho na morte de um empresário de Iguaba Grande. O vereador é suspeito de ser o mandante do crime contra Carlos Henrique, conhecido como Cariri. Ainda conforme as investigações, Jeffinho e Cariri tinham uma relação contratual pela compra de um terreno em Araruama. O homicídio teria sido motivado por conflito de interesses entre as partes.

    No último dia 31, policiais da DH cumpriram mandados de busca e apreensão na casa do acusado. As buscas também aconteceram na Câmara Municipal. Na ocasião, Jeffinho declarou que foram apreendidos documentos referentes a escritura de um terreno em Araruama.

    Responsável pela defesa do vereador, o advogado Alexandre Fonseca esteve na sede da especializada, mas alegou que ainda era recente comentar o caso. As investigações do caso que envolve Jeffinho estão sendo realizadas por agentes da DH e por membros do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Rio de Janeiro. A prisão de Jeffinho foi realizada com base num mandado de prisão temporária, por 30 dias, decretado pela Vara Criminal de Iguaba Grande. A polícia destacou que a prisão do vereador se fez necessária para que as investigações tivessem continuidade.

    Fonte / foto:  O Gonçalão

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook