• Em Búzios, Educação marca paralisação, ameaça fazer greve e denunciar ao MP. "Tem gente recebendo menos de um salário mínimo." Afirma SEPE


    Em uma Assembléia realizada no município de Armação dos Búzios, Servidores da Educação agendaram uma paralisação para o dia 30 de maio. O motivo são muitos e vão desde o plano de Cargos e Salários que até o momento não saiu do papel como a situação de alguns servidores que receberam menos de um salário mínimo . "Formalmente, servidores que atuam como auxiliares de serviços gerais e porteiros foram os que apresentaram estas situações na Assembléia, mas temos a informação que alguns professores também receberam valores inferiores ao que tem direito. O governo não atende a nossa diretoria e por isso estamos tomando esta atitude . Esperamos que o prefeito recebe a nossa categoria para tratar destes problemas . " Declarou a comunicação do SEPE Lagos.  
    Dentro das reivindicações apresentadas também citam que vão apresentar uma denúncia ao MP sobre a situação das escolas do município. 
    Segue abaixo as deliberações da Assembléia realizada na última Segunda feira (15): 


    - formalização das propostas;

    - apresentação da data da assembleia, dia 23/05;
    - pedir o atendimento no prazo máximo até o dia 23/05;
    - indicativo de paralisação dia 30/05;
    - ato dia 23/05, às 16h30, em frente à prefeitura, com panfletagem e carro de som;
    - assembleia dia 23/05, após ato em frente à prefeitura, às 18h;
    - indicativo de paralisação dia 30/05;
    - aprovação do uso do carro de som;
    - denúncia ao Ministério Público sobre a situação das escolas.


    O SEPE também lembra que existem profissionais da educação sem reajuste salarial no município . Na próxima Assembléia será discutido o estado de greve, caso nada seja resolvido.

    Só no mês de abril o governo Federal depositou nos cofres da Prefeitura de Búzios R$ 1.928.901,07 , referente ao Fundeb.

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook