• Espuma na Praia de Iguaba Grande não representa poluição.

    A espuma amarela que tem aparecido neste período na Lagoa de Iguaba Grande trouxe uma preocupação aos moradores, por questionar se tal efeito não estaria relacionado com poluição. Por isso, a Prefeitura através da Secretaria de Meio ambiente esclarece que a causa é resultado da decomposição de algas marinhas.

    Segundo o Instituto Estadual do Ambiente (INEA), a espuma amarelada não tem relação com um possível aumento da poluição do mar e também não traz risco à saúde e nem ao meio ambiente. O fenômeno se trata da decomposição de algas marinhas, devido ao aumento da população durante o verão.

    O movimento do mar, mais agitado, poderá contribuir também para a formação da espuma branca, que é vista em muitos pontos da Orla. O INEA também informou que a floração de algas é comum no verão e resulta o aumento das águas.

    O Secretário Municipal de Meio Ambiente, Paulo Sérgio da Cunha, disse que a informação é necessária para que a população fique despreocupada. “As pessoas devem ter muito cuidado nas suas colocações nos meios de comunicação, pois quem está lendo, pode não ter o conhecimento suficiente do assunto e entender que a laguna pode estar poluída, quando não é verdade”, destacou o Secretário.

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook