• "Ele estava no culto na hora do assalto e mesmo assim prenderam ele". Disse tia de adolescente .



    No último final de semana um caso chamou a atenção de moradores da cidade de São Pedro. Um adolescente foi detido e apontado como autor de um assalto . Até aí seria mais um caso na cidade se não fosse um detalhe. O jovem, 14 anos, no momento do assalto estava em uma igreja com um grande número de pessoas, no momento do crime.  O jovem, que possui lábios leporinos, saiu da igreja com um bicicleta para comprar um lanche perto de sua casa, o dinheiro foi dado pelo pai que trabalha em um mercado.


    Costuma sempre ir a uma lanchonete que fica perto de sua casa, mas na sexta feira (10) o jovem não a encontrou aberta. Então prosseguiu e foi até outra lanchonete. Neste momento foi abordado pela polícia militar que procurava um suspeito de assalto. De acordo com as características passadas para a PM o suspeito estava de bicicleta, então o adolescente, tímido e sem saber o que falar foi levado para a delegacia onde estava duas vítimas de assalto. Elas o apontaram como o autor do crime. A família do jovem ficou em choque e foi para o local. O menino foi levado para a delegacia de Rio Bonito ( delegacia de área  do final de semana) e lá não puderam explicar o fato, pois não quiseram ouvir o jovem . "Ele estava com a gente no  horário do assalto na igreja. Temos um grupo de jovens da igreja Assembléia de Deus, o Pastor , o líder dos jovens como testemunhas mas ignoraram nosso depoimento" Declarou uma das tias do rapaz, que foi autuado e apreendido. Desesperados, parentes e  amigos buscaram um advogado, mas por causa da lentidão de nossa justiça, por causa dos inúmeros processos, até que a situação seja revista o jovem deve ser levado para uma instituição de menores infratores.

    "Uma grande injustiça, não fomos ouvidos. Estamos orando e clamando para a que as jovens que o apontaram, agora que estão mais calmas, possam fazer de novo o reconhecimento. Entendemos que naquele momento havia o nervosismo e o choque pelo roubo, mas o meu menino não é ladrão. Ele é tímido, não fala nada com ninguém, vive dentro da igreja e participa dos cultos, não é um menino de rua, pelo amor de Deus estamos clamando." Disse uma das parentes do jovem afirmando que o jovem na verdade é inocente .
    Advogados criminais informam que quando um fato como este acontece, mesmo com a vítima afirmando que o jovem foi o autor, a presença de testemunhas informando que o suspeito estava em outro local, surge o benefício da dúvida. E neste caso específico o policial civil deveria abrir inquérito e liberar o adolescente para apurar os fatos, pois ainda por cima, nada foi encontrado com ele. 

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook