• "O prefeito vai ter que ler a Lei Orgânica e entender que vereador é para fiscalizar." - Vereador João Carlos, em Búzios.

    Na Região dos Lagos, a cidade de Búzios está tendo um início de ano diferente das outras cidades. O poder Legislativo está, definitivamente, praticando a fiscalização em todos os passos do poder executivo e com isso, segundo os observadores da política, quem está sendo beneficiado é o morador da cidade. O presidente da Câmara, Vereador João Carlos, conhecido carinhosamente como "Cacalho", tem uma interpretação muito clara de todo este cenário e acredita que até os embates com a administração municipal são por causa do tempo em que estiveram livres sem pressão, na antiga gestão. O vereador falou sobre as dificuldades de conseguir as informações sobre os gastos da prefeitura . " O maior problema em Búzios é que o executivo nunca teve uma câmara independente, o governo não está acostumado com isso. Hoje o prefeito precisa ler mais a Lei Orgânica e entender que a função do vereador é fiscalizar. Antigamente a coisa estava muito solta. Mas nós vamos continuar nessa pegada, vamos continuar pedindo os contratos que estiverem com suspeita de superfaturamento, analisar com os procuradores e controladores. Esse trabalho deveria ter sido feito há muito tempo. Esse governo não está acostumado com esse trabalho do vereador." Declarou o presidente da Câmara. 
    Sobre a convocação dos vereadores ao secretário de saúde municipal, Fábio Wakinin, o vereador acredita que a câmara vai estar lotada para ouvir o médico titular da pasta. Destacou que a convocação não é uma ação pessoal e que as respostas, que serão cobradas dos vereadores, sejam satisfatórias a população . " As perguntas que faremos serão as perguntas dos moradores da cidade que hoje sofrem com esse atendimento na saúde." Finalizou o presidente, esperando que o Secretário compareça. A data da convocação é o dia 23 de fevereiro.

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook