• Idoso recebeu alta há 2 meses e a família o abandonou no São José Operário. Será acionada na justiça.

    Todas as linhas, para um caminho menos dolorido, foram consideradas mas chegou ao limite a situação de um senhor idoso no Hospital São José Operário. O nome verdadeiro do paciente será mantido em segredo para preservá-lo mas nesta matéria vamos chamá-lo de "Bob". Ele deu entrada no ano passado para tratar de uma enfermidade que inclusive obrigou a equipe a colocá-lo em isolamento. O tratamento médico foi feito e depois de algumas semanas o paciente já tinha recebido alta. Com condições de ser inserido no meio familiar a equipe da Assistência social do hospital entrou em contato com os parentes  para resgatá lo, mas acreditem, já se passou mais de 3 meses e ainda ninguém foi buscar o paciente . O "Bob" continua ocupando um leito do hospital, se alimenta sozinho, circula pelo quarto, conversa com os enfermeiros, mas não pode ser liberado sem um acompanhante da família. Outros profissionais já fizeram contato com os familiares, mesmo assim ninguém se habilitou a pegar o "Bob" que está sujeito a pegar uma doença, já que está exposto em um ambiente de contaminação como é o ambiente de uma unidade médica .
    Esgotado todos os procedimentos a direção do hospital decidiu seguir o trâmite da justiça e está preparando um relatório médico com detalhes do tratamento e o histórico do paciente para entregar ao Promotor do Idoso, no Fórum de Cabo Frio. Assim a justiça vai acionar a família responsabilizando a todos pelo abandono. O "Bob" é morador do bairro do Peró, tem filhos, mas não se sabe o motivo pelo qual seus familiares não o querem de volta . 

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook