• sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

    Suspeito da morte do Soldado Valério é preso em Pernambuco com documentos falsos.

    O detido estava em Petrolina com documentos falsos. 


    Com mandados de prisões em aberto, Mário Antônio Paiva, usava documentos falsos em Petrolina, Pernambuco. 
    Por volta das 09h40min de ontem (22), o efetivo do GAT, Comandado pelo Major Rutênio, efetuou a abordagem a um veículo na Av. Sete de Setembro. Ao ser abordado,  Mário Antônio Paiva estava em um automóvel Fiat Stilo Sporting com placa de Alfenas, Minas Gerais, mostrando se nervoso . 
    Ao serem verificados os documentos apresentados a Pm percebeu que eram falsos. Após algumas indagações, mesmo com sotaque carioca, afirmava ser do Espírito Santo.

    Foi feita a consulta ao INFOSEG e foi descoberto que a documentação seria falsa, contudo não se constava nada do suspeito com relação à Mandado de Prisão.

    Não satisfeitos com o resultado e de uma forma pró-ativa, foram efetuadas ligações para o Estado do Rio de Janeiro e com uma interatividade com o efetivo da POLINTER/RJ, foi descoberto um Mandado de Prisão por latrocínio em desfavor de MÁRIO BARBOSA PAES, 35 anos, natural do Rio de Janeiro, verdadeiro nome do suspeito, o qual estaria escondido em Petrolina-PE.

    O suspeito foi encaminhado para à Delegacia de Plantão de Ouro Preto, em Petrolina. 

    ENTENDA O CASO - Mario é acusado de ter participação na morte do soldado da Polícia Militar do Rio de Janeiro, Valério Albuquerque (foto), de 32 anos que foi morto em 03 de julho de 2014, quando estava de folga e transportava R$ 6 milhões de Cabo Frio para o Rio de Janeiro para uma empresa de valores.

    O carro em que ele e um outro policial reformado estavam, um Corolla blindado, foi abordado por assaltantes na RJ-124, Via Lagos.  Valério foi atingido com um tiro na cabeça e morreu no local, cápsulas de fuzil foram encontradas no local do crime.

    Patrocinadores

    A Soma Das Partes

    Facebook