• Guardas municipais, sem salário desde outubro, fecham a ponte, nesta quarta feira (14).


    Uma retroescavadeira foi utilizada para fechar a pista da subida da ponte Feliciano Sodré.







    Meia pista liberada.



    Motorista com criança pequena dentro do carro teve a permissão para furar a manifestação.

    Eles estão há 03 meses aquartelados em sua sede, em São Cristovão, Cabo Frio, por causa do atraso de salários. Ainda não receberam o pagamento referente o mês de outubro e hoje (14) chegaram ao limite da paciência. Após uma manifestação feita por servidores da Comsercaf, o pagamento referente o mês de novembro foi pago aos servidores municipais enquanto a Guarda Municipal de Cabo Frio permanece sem previsão para receber o seu pagamento. "Com todo o respeito aos colegas da Comsercaf, mas não podemos aceitar calados que o salários deles sejam pagos e o nosso não. Tem Guarda passando fome, vendendo as coisas de casa para pagar as contas . Hoje pagaram os salários de novembro para os coletores, mas quando fomos perguntar sobre o nosso a resposta que recebemos é que não há previsão. Isso é um absurdo." Declarou um representante do movimento que decidiu assumir as ruas. O primeiro ato foi fechar a Ponte Feliciano Sodré e para isso até uma retroescavadeira que estava subindo em direção ao Jacaré foi utilizada para impedir a passagem dos veículos. Quando a equipe da Polícia Militar chegou houve uma negociação e então meia pista foi liberada e a cada meia hora a pista voltava a ser fechada. Mas em todo este cenário de desespero que os servidores estão passando ainda existe um sentimento de amor ao próximo. Um senhor que estava com uma criança de apenas um ano dentro do carro e que também estava impedido de passar por causa da manifestação pediu para que o liberassem e imediatamente foi atendido por todos os Guardas Municipais. "Somos humanos e entendemos a situação das pessoas, precisamos que a população entenda a nossa. Todos estão vendo a bagunça que está a cidade onde carros estacionam em cima das calçadas, em rampas de cadeirantes, portas de garagens e etc. Gostaríamos de estar trabalhando mas sem salário ninguém pode trabalhar." Finalizou o Guarda Municipal.
    A organização do movimento informou que a partir de agora todos os dias farão um movimento para fechar as ruas até que o pagamento dos salários atrasados caiam nas contas dos servidores . 

    Patrocinadores

    1 2 3 4 5

    Q Onda Moda Praia

    Facebook